Ex-Société Générale vem liderar Natixis em Portugal

  • Pessoas
  • 29 Julho 2020

Etienne Huret vem liderar o hub de inovação do Porto, o terceiro maior da empresa na Europa. Focado na inovação, quer apostar no talento português nas universidades e startups.

Etienne Huret é o novo diretor-geral da Natixis em Portugal.

Etienne Huret é o novo diretor-geral do hub de inovação da Natixis, no Porto, sucedendo a Nathalie Risacher, até agora senior country manager da empresa. Na nova função, Etienne Huret quer apostar na inovação e na transformação, promover o talento português em universidades e startups e potenciar o reconhecimento das áreas da tecnologia, da banca e dos processos de transformação.

O responsável sucede no cargo a Nathalie Risacher, até agora senior country manager da Natixis em Portugal e chief operation officer (COO) da área de banca empresarial e de investimento para a região EMEA (Europa, Médio Oriente e África), que transita para o cargo de global head of culture and conduct da Natixis.

“O meu objetivo é continuar a fazer evoluir o que foi construído na Natixis em Portugal. Quero colocar a inovação e transformação no coração da Natixis, continuando a construir uma equipa empreendedora e responsável, para potenciar talento português nas universidades e nas startups, e também para criar um foco de especialização que seja reconhecido a nível global nas áreas da tecnologia, da banca e dos processos de transformação”, afirma Etienne Huret, citado em comunicado.

Formado em engenharia pela HEI (Hautes Etudes Industrielles), em Lille, o responsável junta-se à Natixis depois de 27 anos de experiência no setor bancário, 15 anos como consultor, liderando grandes programas de transformação e 12 anos como IT head e senior leader nos centros globais de offshoring e nearshoring da Société Générale, nomeadamente na Índia e na Roménia, empresa onde trabalhava desde 2008. Passou ainda por empresas como a Accenture e a Unilog, em Paris, e a FIFTI SA.

A Natixis é a divisão internacional de banca empresarial e de investimento, de gestão de ativos, de seguros e serviços financeiros do Groupe BPCE, o segundo maior grupo bancário em França. O Natixis Innovation Hub nasceu há três anos e tornou-se o segundo hub da Natixis na Europa. Conta já com perto de 1.000 colaboradores de perfis tecnológicos, mas também de áreas como o direito, gestão, economia e finanças.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Ex-Société Générale vem liderar Natixis em Portugal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião