Imobiliário. Tiago Mendonça de Castro é o novo sócio da Abreu

Com um percurso na assessoria a projetos de investimento imobiliário de grande escala e em múltiplas transações imobiliárias nacionais e internacionais, Tiago Mendonça de Castro vem da PLMJ.

A Abreu Advogados anuncia o reforço da sua equipa com a integração do sócio Tiago Mendonça de Castro e do associado sénior Diogo Belard Correia, que transitam da PLMJ.

O mais recente sócio da Abreu conta com mais de 25 anos de prática e um percurso ligado a alguns projetos de investimento imobiliário em Portugal. Tiago Mendonça de Castro tem acompanhado, ao longo do seu percurso, algumas transações de ativos e o desenvolvimento das diferentes fases de alguns dos maiores projetos imobiliários realizados em Portugal, incluindo a assessoria à estruturação de operações e veículos de investimento, na execução das mais diversas transações imobiliárias e, em particular, no desenvolvimento de projetos imobiliários da mais variada natureza, designadamente no que se refere à implementação planos de expansão de multinacionais, no desenvolvimento e operação de grandes superfícies comerciais, centros comerciais, unidades industriais, bem como de projetos de reabilitação urbana e de construção de projetos habitacionais, residências de estudantes, hotéis e escritórios.

Na Abreu vai integrar a área de Imobiliário, como co-cordenador com os sócios Rui Peixoto Duarte, no Porto, e Patrícia Viana, em Lisboa, que passará a contar com mais de 17 sócios e associados seniores, focada no acompanhamento a investimentos de empresas, fundos de investimento, family offices e clientes privados, em todas as vertentes, desde a aquisição, licenciamento e à construção ou reabilitação dos ativos, até à fase de comercialização ou operacionalização dos ativos.

Segundo Duarte de Athayde, managing partner da Abreu, sublinha que o advogado é “um advogado incontornável no setor imobiliário, partilha da mesma visão e ambição que nós e comunga dos mesmos valores e cultura de transparência, abertura e lealdade, pelo que faz todo o sentido no nosso projeto de construção de uma sociedade de advogados que põe diariamente o futuro em prática.”

Tiago Mendonça de Castro defende que “é com grande satisfação que anuncio a minha mudança para aquele que é, para mim, o mais ambicioso e dinâmico escritório português independente da atualidade, sendo seguramente um dos que mais tem crescido de forma muito inteligente e sustentada, reforçando as suas áreas de prática com advogados muito experientes, que são referências na advocacia nacional e que se encontram também amplamente destacados nos diretórios internacionais, para assumir a posição de destaque que a Abreu se tem vindo assumir entre as maiores sociedades de advogados nacionais.”

A esta equipa junta-se também o associado sénior Diogo Belard Correia, que acumula uma experiência de 10 anos na assessoria a projetos imobiliários e de construção.

Diogo Belard Correia foi associado na VdA e associado sénior da PLMJ. Concluiu o mestrado em Direito Administrativo e Contratação Pública, pela Faculdade de Direito da Universidade Católica e frequentou o curso de especialização em Direito do Ordenamento, do Urbanismo e do Ambiente na Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra.

Com a entrada de Tiago Mendonça de Castro, a Abreu Advogados passa a contar com 33 sócios, num universo de mais de 210 advogados.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Imobiliário. Tiago Mendonça de Castro é o novo sócio da Abreu

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião