Andreia Rangel é a nova responsável pela gestão de pessoas da Deloitte

  • Pessoas
  • 28 Setembro 2020

Andreia Rangel é responsável pela gestão de pessoas da consultora Deloitte desde 1 de setembro. Deixa a Cisco, onde desempenhou funções na gestão de recursos humanos durante 11 anos.

Andreia Rangel é a nova responsável de People da Deloitte.

Andreia Rangel é, desde 1 de setembro de 2020, a nova responsável de people da Deloitte Portugal. Deixa a Cisco, onde trabalhou durante 11 anos na gestão de recursos humanos da multinacional.

A nova responsável acumula experiência na área gestão de pessoas, tanto a nível nacional como internacional.

Andreia Rangel iniciou o percurso na Cisco em 2009, como country HR leader. Foi HR business partner para a Rússia, Europa, Médio Oriente e África (EMEAR, sigla em inglês). Entre 2017 e 2019, foi regional HR manager para a região do Magrebe, África Central e Oriental e, posteriormente, head of HR, global virtual sales & customersuccessEMEAR. Em setembro do ano passado, trocou Madrid por Lisboa para desempenhar a função de people & communities leader e global AR global virtual sales & EMEAR marketing, cargo que ocupou até ingressar na Deloitte.

A profissional iniciou a sua carreira profissional em Barcelona como consultora de RH na Randstad, tendo passado, em Lisboa, pela Hays e pela Ramazzotti, entre 2007 e 2009. É natural do Porto, formada em psicologia clínica pelo Instituto Superior de Ciências da Saúde-Norte e tem um MBA em gestão de recursos humanos, pela Universidade Europeia.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Andreia Rangel é a nova responsável pela gestão de pessoas da Deloitte

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião