Mestrados em gestão da Nova SBE e Católica entre os melhores do mundo, segundo FT

O mestrado de gestão da Nova SBE surge em 16.º lugar e o da Católica em 44.º lugar, figurando entre os 50 melhores do mundo, segundo o Financial Times. Foram as únicas escolas portuguesas no ranking.

Os mestrados internacionais em gestão da Nova School of Business and Economics (Nova SBE) e da Católica Lisbon School of Business & Economics voltam a figurar no ranking dos 50 melhores do mundo do Financial Times, divulgado esta segunda-feira. A Nova SBE fica com a 16.ª posição e sobe seis lugares face ao ano passado, sendo que a Católica surge em 44.º lugar, caindo sete lugares em relação a 2019. As duas escolas de gestão são únicas portuguesas do ranking.

A Universidade de Saint Gallen, na Suíça, ganha o primeiro lugar, uma classificação que mantém há três anos consecutivos.

Para classificar os mestrados, o Financial Times avalia 17 indicadores que classificam as escolas em três principais categorias: progresso de carreira dos alunos, diversidade e experiência internacional.

No critério de progressão na carreira, o mestrado da Católica surge nos 20 melhores – em 19.º lugar – e o da Nova SBE em 26.º lugar. Na Católica-Lisbon, a taxa de empregabilidade nos três meses após a conclusão do curso é de 93% e, na Nova SBE sobe para 96%.

“Estar no top50 mundial do ranking do Financial Times para os Masters in Management é para nós um orgulho e é fruto do trabalho dedicado e rigoroso de toda a nossa comunidade académica que encetou há mais de 15 anos um arrojado e bem-sucedido processo de internacionalização que nos afirmou com uma escola de referência mundial. Este resultado inspira-nos a fazer mais e melhor para formar uma nova geração de líderes empresariais capazes de ser agentes de transformação e inovação nas empresas e na sociedade“, refere Filipe Santos, dean da Católica-Lisbon School of Business & Economics, citado em comunicado.

No que diz respeito à diversidade, a Nova SBE destaca a percentagem de mulheres estudantes (60%) e no board (62%). No caso da Católica-Lisbon, a classificação neste critério foi de 52% e 25%, respetivamente.

“A nossa prioridade enquanto escola é, e sempre será, a formação completa e capacitação dos nossos alunos a adaptarem-se continuamente a um mercado global com desafios muitas vezes disruptivos e singulares. Assim, acreditamos que o resultado nos rankings é reflexo de que estamos no caminho certo, fruto da nossa ambição e missão da escola para o futuro”, sublinha Daniel Traça, dean da Nova SBE, em comunicado.

Financial Times Masters in Management Ranking 202

1. University of St Gallen (Suíça)

2. HEC Paris (França)

3. Essec Business School (França)

4. London Business School (Reino Unido)

5. Rotterdam School of Management, Erasmus University (Holanda)

6. ESCP Business School (França/Reino Unido/Alemanha/Espanha/Itália)

7. Stockholm School of Economics (Suécia)

8. University College Dublin: Smurfit (Irlanda)

9. Università Bocconi/SDA Bocconi (Itália)

10. Imperial College Business School (Reino Unido)

16. Nova School of Business and Economics

44. Católica Lisbon School of Business & Economics

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Mestrados em gestão da Nova SBE e Católica entre os melhores do mundo, segundo FT

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião