No Dia Mundial da Alimentação, saiba como reduzir o desperdício em casa

Em Portugal, um milhão de toneladas de alimentos são desperdiçados. E porque 40% do desperdício alimentar acontece em casa, siga estes passos para o combater.

No Dia Mundial da Alimentação, que se assinala esta sexta-feira, 16 de outubro, o recém-criado Movimento “Unidos Contra o Desperdício” sublinha que 1/3 da produção alimentar mundial é desperdiçada e 17% da comida é deitada fora mesmo antes de chegar aos consumidores.

Os números mostram também que 40% do desperdício alimentar ocorre a nível doméstico, pelo que o envolvimento das famílias é essencial no seu combate, sublinha este Movimento que nasceu no primeiro dia instituído pelas Nações Unidas como “Dia Mundial de Consciencialização para as Perdas e o Desperdício Alimentar”, a 29 de setembro de 2020.

“São números que impressionam sobretudo se pensarmos nos recursos envolvidos na respetiva produção e no número de pessoas com fome que poderiam ter acesso a estes alimentos. É fundamental que o combate ao desperdício seja um conceito integrante de toda a sociedade, seja das pessoas, seja das empresas, seja dos poderes públicos e se transforme num compromisso com as gerações futuras”, refere o Movimento em comunicado.

Para Charlotte Seabra, coordenadora do Movimento Unidos Contra o Desperdício, “os números falam por si: no mundo, um terço dos alimentos são desperdiçados, na Europa 88.000.000 toneladas e em Portugal 1.000.000 toneladas, segundo dados da FAO. Estas quantidades são suficientes para acabar com a fome no mundo”.

E porque o desperdício alimentar começa na nossa cozinha, o Movimento apresenta 10 dicas para ajudar todos os portugueses no combate ao desperdício, dentro das suas próprias casas. “São pequenas mudanças que podem gerar grandes reduções do desperdício”, garantem.

  1. Planeie as refeições e elaborar uma lista de compras antes de ir ao supermercado.
  2. Cozinhe apenas as quantidades necessárias para o número de pessoas que vão consumir a refeição.
  3. Coloque os produtos com data de validade mais curtas à vista no frigorifico.
  4. Comece por utilizar os hortícolas e as frutas mais maduras e só depois as mais verdes.
  5. Utilize a fruta madura para preparar batidos de fruta ou purés de fruta.
  6. Se tem sobras, invente ou procure receitas que permitam o reaproveitamento.
  7. Congele a comida confecionada que sobrar ou guarde-a no frigorífico em recipientes apropriados para ser consumida no dia seguinte.
  8. Aproveite a água da cozedura dos legumes para a sopa.
  9. Use a casca de alguns produtos hortícolas ou frutas (cebola, limão, laranja, curgete, etc.) para fazer chá ou compotas.
  10. Partilhe as sobras com amigos, vizinhos, familiares.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

No Dia Mundial da Alimentação, saiba como reduzir o desperdício em casa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião