Nas notícias lá fora: IPO da Ant, Brexit e bancos maus

Na China, os reguladores suspenderam o IPO do grupo chinês Ant, já na Zona Euro Andrea Enria defende uma rede europeia de "bancos maus" para enfrentar escalada do malparado.

O IPO do Ant Financial foi suspenso pelos reguladores chineses. Na Zona Euro, o presidente do Conselho de Supervisão do BCE defende a criação de uma rede europeia de “bancos maus” para enfrentar a escalada do malparado. E enquanto os olhos do mundo estão virados para os resultados das eleições nos EUA, por cá Barnier deverá anunciar que não houve avanços nas negociações na separação da União Europeia e o Reino Unido.

Reuters

Ant suspende IPO de 37 mil milhões de dólares

A oferta pública inicial (IPO) do grupo chinês Ant, dono da Alipay, foi suspensa de forma surpreendente pelos reguladores chineses, o que deverá afetar as perspetivas de crescimento da empresa e cortar a sua potencial avaliação bolsista. Esta suspensão é um contratempo para Jack Ma, fundador da Alipay (a maior fintech do mundo) e da Alibaba, que é um dos empresários mais bem-sucedidos da China. Os reguladores querem que a empresa seja mais escrutinada.

Leia a notícia completa em Reuters (acesso livre, conteúdo em inglês).

Reuters

Estados Unidos saem oficialmente do Acordo de Paris

Os Estados Unidos renunciam oficialmente ao acordo climático de Paris seja qual for o resultado das eleições presidenciais. Donald Trump cumpre, desta forma, a promessa feita há vários anos de retirar o segundo maior emissor de gases do efeito estufa do pacto global de combate às alterações climáticas. Mas o resultado eleitoral das eleições presidenciais poderá ditar por quanto tempo esta decisão se mantém, já que uma vitória do candidato democrata servirá para a maior economia do mundo unir rapidamente aos esforços internacionais contra o aquecimento global, como tem prometido Joe Biden nas suas intervenções políticas durante a campanha eleitoral.

Leia a notícia completa na Reuters (acesso livre, conteúdo em inglês).

El Economista

BCE defende rede europeia de “bancos maus” para enfrentar escalada do malparado

O presidente do Conselho de Supervisão do Banco Central Europeu (BCE) defendeu a hipótese de se estabelecer a nível europeu uma rede de entidades gestoras de ativos ou “bancos maus” para enfrentar de forma mais ágil e eficiente o previsível aumento do malparado na Europa, em consequência da crise provocada pela pandemia. “Uma rede europeia de empresas de gestão de ativos, se adequadamente projetada, poderia acelerar o processo de recuperação da qualidade dos ativos” dos bancos, disse Andrea Enria, durante uma conferência de imprensa de regulação bancária em Frankfurt.

Leia a notícia completa no El Economista (acesso livre, conteúdo em espanhol).

Financial Times

Barnier deverá anunciar que não houve avanços nas negociações do Brexit

O negociador oficial da União Europeia, Michel Barnier, deverá dizer esta quarta-feira que, após o esforço das reuniões relativas ao Brexit nas últimas duas semanas, continuam sem conseguir grandes avanços nos principais pontos de discórdia. A disputa mantém-se sobre os direitos de pesca da UE nas águas britânicas e nas regras de ajuda de Estado. O francês Barnier irá fazer um ponto da situação aos embaixadores nacionais na UE esta quarta-feira e aos eurodeputados na quinta-feira. Questionada pelo Financial Times, fonte oficial da Comissão Europeia diz apenas que “ainda há muito trabalho por fazer”. “As negociações irão continuar em todos os diferentes tópicos”, apontou.

Leia a notícia completa no Financial Times (acesso pago, conteúdo em inglês).

The Guardian

Reservas de jatos particulares disparam no Reino Unido com o lockdown

Os mais ricos do Reino Unido estão a reservar jatos particulares, de forma a escaparem ao confinamento que vai entrar em vigor a partir de quinta-feira. A Air Partner, uma das maiores empresas de fretamento de aeronaves, assegura que houve um “aumento acentuado” nas reservas de jatos particulares para fora do país. “Muitas dessas reservas são para pessoas que desejam ir para a sua segunda habitação na Europa, sendo as Ilhas Canárias o destino mais procurado”, revela a empresa. O novo lockdown em Inglaterra vai proibir os residentes a viajarem para o exterior, com exceção para viagens essenciais, até pelo menos 2 de dezembro.

Leia a notícia completa no The Guardian (acesso livre, conteúdo em inglês).

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Nas notícias lá fora: IPO da Ant, Brexit e bancos maus

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião