Microsoft vai investir um milhão de euros em startups do interior e ilhas

A Microsoft vai expandir o programa de aceleração da Microsoft para 100 startups portuguesas e investir um milhão de euros para apoiar cinco startups portuguesas do Interior e ilhas.

Um dos compromissos da Microsoft, no âmbito do memorando assinado com o Governo esta sexta-feira, é reforçar o apoio às startups portuguesas. Para isso, a tecnológica vai investir até um milhão de euros na criação do programa “Highway to 5 Unicorns”, para apoiar cinco startups portuguesas localizadas em regiões de menos densidade populacional. O objetivo é promover mais recursos de computação naquelas regiões e apoiar o empreendedorismo no interior do país e nas ilhas.

Além disso, irá expandir o programa de aceleração “Microsoft for Startups“, das atuais 40 para 100 startups portuguesas, disponibilizando tecnologia na cloud gratuita e acesso a oportunidades com clientes.

“O nosso propósito é sermos um parceiro do país, hoje de forma ainda mais intensa do que tem acontecido dos últimos 30 anos. Sabemos que Portugal tem grandes potencialidades nestes novos tempos, fortemente influenciados por tudo o que se passa no mundo digital”, afirmou a diretora-geral da Microsoft Portugal, Paula Panarra, que destacou a importância de “apoiar as startups a crescerem e terem oportunidades globais”.

“Este é um investimento muito relevante, porque permite uma transição para o novo modelo de economia, que sabemos que é mais resiliente e mais imune às crises. Estudos recentes, já efetuados durante a pandemia, demonstram exatamente isso: 42% das startups conseguiram ter mais oportunidades de negócio, mesmo durante a crise, por duas razões: têm recursos humanos mais qualificados e modelos de negócio que incorporam a tecnologia”, sublinhou o secretário de Estado para a Transição Digital, André de Aragão Azevedo, na cerimónia de assinatura do memorando.

Além das startups, a Microsoft comprometeu-se ainda a reforçar o apoio aos mais de 3.000 parceiros e empresas em Portugal, na capacitação, promoção de soluções e ideias e ajudando a potenciar os negócios em Portugal e no estrangeiro.

Para André de Aragão Azevedo, o investimento no empreendedorismo é “estratégico” para a transição do modelo económico e para a afirmação da Europa enquanto espaço que consegue reter talento e empresas com capacidade de inovar. A aposta nas startups representa ainda aposta forte do Governo e “corresponde à perceção internacional que existe do país enquanto “startup nation”, ressalvou o secretário de Estado.

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Microsoft vai investir um milhão de euros em startups do interior e ilhas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião