Margarida Couto mantém presidência da GRACE – Empresas Responsáveis até 2023

Margarida Couto, sócia da VdA, foi reeleita presidente da direção da GRACE - Empresas Responsáveis por mais três anos. A advogada ocupa o cargo desde 2018.

A sócia da Vieira de Almeida, Margarida Couto, foi reeleita presidente da direção da associação GRACE – Empresas Responsáveis para o triénio 2021-2023. A deliberação foi tomada em Assembleia Geral.

“É com redobrado sentido de responsabilidade que assumo a presidência da GRACE para um segundo mandato. A pandemia trouxe-nos o maior desafio dos últimos 75 anos, num momento em que já vivíamos fora dos limites do Planeta, aumentando a responsabilidade das empresas em assegurar um futuro sustentável“, notou Margarida Couto.

A GRACE – Empresas Responsáveis tem como objetivo acelerar a transformação que terá de ocorrer no ecossistema empresarial. A CEO da Fundação Vasco Vieira de Almeida acredita que só com as empresas será possível alcançar um paradigma de sustentabilidade e prosperidade para todos.

A direção da entidade é ainda composta por Mariana Ribeiro Ferreira (CUF), Patrícia Faro Antunes (Accenture), Emília Roseiro (grupo Bel), Anabela Silva (BP Portugal), Filipa Carmona (Caixa Geral de Depósitos), Rita Monteiro (EDP), Marta Castelão Costa (grupo Pestana Pousadas de Portugal), Pedro Amaral Frazão (grupo Sousa), Bárbara Vasconcelos (Imprensa Nacional Casa da Moeda), Teresa Cardoso Menezes (Informa D&B), Fernando Leite (Lipor), Paula Miranda (Omnova) e Nathalie Ballan (Sair da Casca).

A mesa da Assembleia Geral tem como presidente Rui Pedroto, representante da Fundação Manuel António da Mota, e o Conselho Fiscal fica presidido por Pedro Penalva, da AON Portugal.

Com 20 anos de existência, a GRACE – Empresas Responsáveis é uma associação empresarial de utilidade pública, sem fins lucrativos, que atua nas áreas da Responsabilidade Social e Sustentabilidade. Integra a rede europeia do CSR Europe, líder em sustentabilidade e responsabilidade corporativa, apoiando setores da indústria e empresas a nível global, na transformação e busca de soluções práticas para o crescimento sustentável.

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Margarida Couto mantém presidência da GRACE – Empresas Responsáveis até 2023

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião