AstraZeneca informa UE que não vai conseguir entregar todas as vacinas acordadas na primeira fase

A farmacêutica britânica comunicou à Comissão Europeia que não vai conseguir entregar todas as doses de vacinas acordadas para a fase inicial de vacinação.

A britânica AstraZeneca informou a Comissão Europeia de que não vai ser capaz de distribuir todas as doses da vacina contra o coronavírus acordadas na fase inicial de vacinação, avança o jornal alemão Bild, citando fontes do executivo comunitário.

A vacina da farmacêutica britânica deverá ser aprovada pela União Europeia (UE) no final de janeiro, mas a AstraZeneca já informou Bruxelas de que não será capaz de entregar todas as doses acordadas dentro desse prazo.

O site austríaco OE24 também está a noticiar este atraso, referindo que a AstraZeneca informou esta sexta-feira os coordenadores europeus de vacinação de que as entregas que estavam planeadas ficariam consideravelmente abaixo da meta definida para o primeiro trimestre. Por exemplo para a Áustria, estavam previstas dois milhões de doses de vacina, mas esse número caiu para entre 500.000 a 600.000.

Esta informação foi, entretanto, também confirmada pelo Financial Times, que avança que em causa está uma reunião que decorreu esta tarde entre os Estados-membros e a Comissão Europeia. Uma das fontes citadas descreve a proposta da AstraZeneca como “significativa”, enquanto outra afirma que os detalhes ainda estão a ser acertados, mas que “não parecem positivos a curto prazo”.

Há uma semana, a Pfizer informou que iria haver um atraso na entrega das vacinas que tinham sido compradas pela Comissão Europeia, uma notícia que não foi bem recebida pelo executivo comunitário. “Fomos surpreendidos pela comunicação de atraso da Pfizer/BioNTech. Telefonei de imediato ao presidente da Pfizer e disse que era muito importante recebermos as doses definidas nos contratos“, disse Ursula von der Leyen esta quarta-feira.

Esta quinta-feira, durante o Conselho Europeu, os responsáveis da União Europeia voltaram a sublinhar a necessidade de serem cumpridos os prazos. “Os líderes querem que a vacinação seja acelerada”, disse Charles Michel, em conferência de imprensa, referindo que “os compromissos com as entregas das empresas devem ser respeitados”.

(Notícia atualizada às 17h09 com mais informação)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

AstraZeneca informa UE que não vai conseguir entregar todas as vacinas acordadas na primeira fase

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião