Plano de desconfinamento é “cuidadoso”. “Não é longo e é flexível”, diz Marcelo

Para o Presidente da República, o plano de desconfinamento para além de ser cuidadoso, foi "convergente" entre a Presidência, a Assembleia da República e o Governo.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, considera que o plano de desconfinamento é cuidadoso. Considera que “não é longo” e é “flexível”, salientando que foi desenhado em convergência institucional e estratégica entre o Presidente da República e o primeiro-ministro.

“Já em Roma [onde se encontrou com o Papa Francisco] tive conhecimento do plano em pormenor. É um plano muito elaborado. Isso permite confirmar a convergência institucional e estratégica que tem envolvido o PR, a Assembleia da República e o Governo. E vai continuar até ao final da pandemia”, destacou Marcelo Rebelo de Sousa.

Marcelo Rebelo de Sousa afastou, assim, o cenário de divergência com o Governo no que respeita ao plano de desconfinamento. “O Presidente da República e o primeiro-ministro acertaram o quadro geral. Parece-me um equilíbrio bem encontrado, entre especialistas, partidos políticos e Presidente”, constata Marcelo Rebelo de Sousa, em declarações à RTP3.

Na ótica do Presidente da República este “plano a conta gotas” é positivo. “O plano tem a preocupação de ir até maio, o que é bom, não ser demasiado longo, e ser flexível, nos indicadores escolhidos e na forma como são ligados com as medidas”.

À semelhança do ano passado, na Páscoa os portugueses estão confinados e é proibida a circulação entre concelhos. Para Marcelo Rebelo de Sousa “é importante salvaguardar a ideia da Páscoa com confinamento“.

“A abertura a partir da Páscoa é feita até maio por passos sucessivos. Parece-me que se chegou a um equilíbrio muito razoável e prudente entre aquilo que era a posição dos especialistas, dos partidos, o que o Governo estava a estudar e aquilo que o PR pensava“, destaca Marcelo Rebelo de Sousa.

“Há aqui uma preocupação de conciliar em termos um desconfinamento com prudência e precaução (…) esta abertura em Portugal é feita de forma gradual e olha para o que se passa na Europa, onde o panorama neste momento, numa parte significativa, é mais negativo que positivo”, conclui Marcelo Rebelo de Sousa.

(Notícia atualizada às 12H55 com mais informação)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Plano de desconfinamento é “cuidadoso”. “Não é longo e é flexível”, diz Marcelo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião