Cuatrecasas assessora a Valor na aquisição da Chocolates Imperial

A equipa da Cuatrecasas foi coordenada pelos sócios Marta Mañez, Francisco Picó e Vasco Bivar de Azevedo, dos escritórios de Alicante e de Lisboa.

Uma equipa coordenada pelos sócios Marta Mañez, Francisco Picó e Vasco Bivar de Azevedo, dos escritórios de Alicante e de Lisboa, assessorou a Chocolates Valor na compra à Vallis Capital Partners da Chocolates Imperial, o maior fabricante do setor em Portugal. Esta operação transfronteiriça foi assessorada por uma equipa multidisciplinar integrada por advogados portugueses e espanhóis.

Com a aquisição da Chocolates Imperial, empresa com quase 90 anos de história e marcas consolidadas como Regina, Jubileu, Pantagruel, Pintarolas ou Allegro, a Valor dá um impulso ao seu plano de expansão internacional. A compra da Imperial é a segunda aquisição na história da Chocolates Valor, que em 2013 adquiriu a fábrica de chocolates da Ateca (Saragoça) e as marcas Huesitos e Tokke, e a primeira operação internacional da empresa.

A conclusão da transação, ainda pendente da aprovação da Autoridade da Concorrência, está prevista para as próximas semanas. A fábrica continuará, entretanto, a operar sob gestão da Vallis Capital.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Cuatrecasas assessora a Valor na aquisição da Chocolates Imperial

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião