EDP e Galp atiram PSI-20 para terreno negativo

O principal índice nacional fechou esta terça-feira com 4.996,66 pontos, uma quebra de 0,20% face à anterior sessão. Apenas EDP Renováveis, BCP e Corticeira Amorim terminaram em alta.

Pelo terceiro dia consecutivo, a bolsa de Lisboa fechou com perdas, contrariando a tendência registada na maioria das praças europeias. O índice de referência nacional quebrou 0,2% face à sessão anterior, para 4.996,66 pontos, num dia que fica marcado pelas perdas da EDP e Galp Energia. Em sentido contrário, a EDP Renováveis, o BCP e a Corticeira Amorim evitaram uma descida maior.

Na Europa, o Stoxx 600 subiu 0,13%, ao passo que o alemão DAX e o francês CAC-40 também aumentaram, respetivamente, 0,21% e 0,43%. No Reino Unido, o FTSE 100 também registou uma tendência positiva, na ordem dos 0,08%. Apenas a bolsa espanhola, à semelhança do que ocorreu com Portugal, fechou em baixa, com o IBEX-35 a ter caído 0,45%.

Assim, Lisboa apresentou-se em contraciclo com a Europa, com 14 das 18 cotadas que compõem este índice a fecharem em terreno negativo. A Ibersol foi aquela que mais afundou, com uma quebra de 2,80%. Porém, entre as principais cotadas, é a EDP que se destaca pelas piores razões, fechando o dia com cada ação a valer 5,104 euros, com uma quebra de 1,09%. A Galp Energia cedeu 0,87% para 9,574 euros.

Também a Semapa viu o preço dos títulos descerem 0,49%, para os 12,140 euros por ação, depois de o conselho de administração ter reiterado que a oferta pública de aquisição (OPA) lançada em fevereiro pela Sodim é “oportuna” e que a contrapartida de 12,17 euros continua a ser “adequada”, isto após revisão em alta face aos 11,40 euros iniciais.

Pela positiva, destacaram-se a EDP Renováveis, o BCP e a Corticeira Amorim. A EDP Renováveis ganhou 0,74% para os 19,090 euros por ação, tendo conseguido reverter a tendência de descida que se verificava esta manhã, depois da assembleia geral de acionistas ter aprovado o novo presidente e CEO. Por sua vez, o BCP subiu 0,58% para os 0,121 euros por ação e, no caso da Corticeira Amorim, a subida foi ligeiramente inferior, da ordem dos 0,40%.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

EDP e Galp atiram PSI-20 para terreno negativo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião