Quase 400 mil agregados responderam aos Censos no primeiro dia

O INE já recebeu perto de 400 mil respostas aos Censos 2021. A maior operação estatística arrancou esta segunda-feira em todo o país.

A campanha de recolha de respostas para os Censos arrancou esta segunda-feira e cerca 400 mil agregados responderam no primeiro dia, revelou o Instituto Nacional de Estatística (INE) em comunicado.

“Até às 19h01 do dia 19 de abril registaram-se 376.905 respostas aos Censos 2021″, revelou fonte oficial do INE. A meio do dia, a mesma fonte referia que o INE estava a receber cerca de 130 respostas aos Censos por minuto.

Nas últimas semanas, os recenseadores estiveram a distribuir cartas com códigos e passwords pelas caixas do correio dos portugueses. O preenchimento pode ser feito no portal criado pelo efeito e cada carta corresponde a um alojamento.

Os Censos são a maior operação estatística do país e realizam-se de dez em dez anos. O preenchimento correto é obrigatório por lei e estão previstas multas.

Entre as questões do formulário estão perguntas como quantas pessoas vivem no alojamento, as respetivas profissões e o tamanho do alojamento em metros quadrados.

“O conjunto de dados obtidos permitirá a contabilização e caracterização da população residente em Portugal e do seu parque habitacional”, informa o INE no portal do recenseamento.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Quase 400 mil agregados responderam aos Censos no primeiro dia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião