Invillia quer recrutar 600 talentos de TI até final do ano

A empresa acaba de lançar a campanha "Hello Stangers", que convida os profissionais que se sentem "estranhos" no local de trabalho a viverem uma experiência completamente diferente.

A Invillia está à procura de “strangers” para integrarem a equipa. Através da campanha “Hello Stangers”, que acaba de ser lançada, a empresa conhecida por desenvolver inovações para game-changers globais convida pessoas que se sentem “estranhas” no atual local de trabalho a viverem uma experiência nova “numa tech que compreende o seu gosto pelo extraordinário, pelo geek e pelo diferente”, afirma a Invillia em comunicado.

O objetivo é recrutar uma centena de profissionais no curto prazo, sendo que a previsão da empresa é que sejam contratados cerca de 600 talento de Tecnologias da Informação (TI) até ao final do ano. Neste momento, as vagas que se encontram disponíveis destinam-se a developers, software engineers, designers UX e product owners.

“Enquanto as principais tecnológicas discutem a escassez de engenheiros e programadores e a possibilidade de um apagão no setor já em 2022, a Invillia aborda nesta ação uma outra perspetiva: a falta de espaço nas empresas para receber e desenvolver quem pensa diferente e quer ousar. Um deficit das próprias techs, e não do mercado”, afirma Renato Bolzan, CEO da Invillia.

Ao longo dos dois meses da campanha, estão previstas ações em comunidades de inovação e tecnologia, lives em diversos canais do universo geek e micro eventos, que abrirão conversas sobre o desafio de ser um “stranger”, tendências para o futuro, formação, conexão entre o profissional e a empresa no mundo remoto, bem como inclusão e diversidade.

O público-alvo são os profissionais que ambicionam um novo momento na carreira e ainda não o encontraram em nenhuma tech ou projeto. “Muitos desses talentos estão cansados das mesmas possibilidades de sempre. E é importante saberem que existe uma opção, quem os entende e cujo dia a dia é dominado pelo novo. Onde ninguém se sente estranho”, diz o CEO da empresa. E acrescenta: “Não queremos só atrair quem quer fazer diferente, estamos preparados para desenvolver cada profissional, ouvi-lo e potenciar as suas ideias”.

A Invillia terminou o ano de 2020 com 800 colaboradores e um crescimento de 70% para um volume de negócios de 30 milhões de euros. A expectativa é manter uma taxa semelhante este ano e atingir os 1500 colaboradores.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Invillia quer recrutar 600 talentos de TI até final do ano

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião