Ainda sem 5G, Portugal acolhe conferência internacional sobre 6G esta semana

Uma conferência internacional para definir os padrões do 6G realiza-se esta semana no Porto, numa altura em que Portugal arrisca ser o último da União Europeia a ter... 5G.

Se não acelerar a passada, Portugal arrisca ficar para a história da União Europeia como o último país da região a ligar o 5G. Porém, num momento em que o país “corre” contra a Lituânia na cauda do pelotão da quinta geração, o Porto acolhe esta semana uma conferência internacional para discutir, nada mais, nada menos, do que o 6G — a sexta e próxima geração.

Quem tem acompanhado o dossiê do 5G português — marcado pelos desentendimentos entre Anacom, Governo e operadoras –, terá franzido o sobrolho ao ver anunciada uma conferência sobre 6G, no norte do país. Mas, por vezes, a realidade é irónica. Se o país pode ficar para último na era da quinta geração, talvez consiga assumir um papel mais proativo na geração seguinte, apontada lá para o ano de 2030.

Em causa estão duas conferências conjuntas e virtuais que arrancam esta terça-feira e só deverão terminar na próxima sexta, dia 11 (ignorando por completo o feriado nacional do 10 de junho). Trata-se da 30.ª edição da Conferência Europeia de Redes e Comunicações (EuCNC) e da 3.ª edição da 6G Summit. A participação é, regra geral, gratuita.

O setor português estará representado nas principais apresentações, e os promotores destacam quatro: três delas, sobre antenas, internet das coisas (IoT) e potencial humano, incluem o termo 6G no título e têm protagonistas estrangeiros. Por sua vez, Manuel Ramalho Eanes, administrador executivo da operadora portuguesa Nos, fará uma apresentação sobre “como o 5G vai permitir uma sociedade digital”.

Estas conferências internacionais e abrangentes permitem ao setor das telecomunicações discutir os desafios da próxima geração e padrões para a nova era. Em Portugal, a Altice Portugal foi outra das operadoras que já confirmou publicamente estar a realizar testes iniciais em torno do 6G, em conjunto com parceiros internacionais. Mas a tecnologia só deverá ser realidade na próxima década.

Num comunicado enviado à imprensa, o Instituto de Engenharia e Sistemas de Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC TEC), uma entidade privada, assume que está a organizar esta conferência e que espera a participação virtual de “quase 2.000 especialistas”. “Sob o lema ‘A caminho do 6G’, a conferência vai discutir a implementação avançada do 5G e definir a visão da rede 6G, que deverá chegar na próxima década”, lê-se na na nota informativa.

Além das participações dos “quatro oradores principais”, o evento inclui ainda “workshops, sessões plenárias e técnicas e uma exposição virtual com mais de 20 stands“.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Ainda sem 5G, Portugal acolhe conferência internacional sobre 6G esta semana

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião