Bolt dá até 3.000 euros em viagens em troca do seu automóvel

A Bolt lançou uma campanha para comprar automóveis usados em troca de até 3.000 euros em crédito para viagens na aplicação. Momento é de escassez de carros usados no mercado secundário.

A crise mundial de processadores tem gerado escassez no mercado automóvel, puxando pelos preços dos carros novos e usados. A Bolt quer capitalizar a oportunidade e oferece até 3.000 euros em viagens aos portugueses que aceitem desfazer-se da sua viatura.

Em causa está a campanha “Compramos o teu carro”, que pretende “desafiar os portugueses” a trocarem carros por “viagens na Bolt”, anunciou a empresa num comunicado. Mas se a proposta levanta a bandeira da sustentabilidade, os preços altos dos carros usados no mercado secundário não serão apenas coincidência.

“Os utilizadores só têm de enviar uma mensagem com os dados do veículo, que será posteriormente avaliado por uma equipa da Bolt, até ao valor de 3.000 euros, e aguardar para começar a utilizar o crédito de viagens em que se reverte o valor de compra”, explica a empresa na mesma nota. A campanha vai vigorar até 18 de julho.

A estratégia de comunicação da Bolt vai passar pela colocação de anúncios em “papel reciclado nos para-brisas dos carros nas ruas de Lisboa. A Bolt é um serviço de transporte de passageiros que concorre em Portugal com a líder de mercado Uber.

Bolt vai por estes anúncios nos para-brisas dos carros:

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Bolt dá até 3.000 euros em viagens em troca do seu automóvel

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião