Bolt à procura de diretor-geral para a plataforma de transporte

A Bolt está à procura de um líder para o serviço de transporte. David Ferreira da Silva, atual líder da Bolt, vai focar-se no desenvolvimento da Bolt Food e na gestão do grupo em Portugal.

A Bolt está a contratar um diretor-geral para a plataforma eletrónica de transporte privado. O cargo é atualmente ocupado por David Ferreira da Silva, que passará a estar focado na plataforma de entrega de refeições e na gestão do dia-a-dia do grupo em Portugal.

A vaga de country manager da Bolt foi disponibilizada recentemente na rede social LinkedIn e já mereceu mais de 200 candidaturas. “Estamos à procura de um diretor-geral em Portugal para organizar e melhorar o nosso mercado”, indica a descrição do trabalho. Pelo menos três anos de experiência em posição semelhante é um dos requisitos.

Contactada pelo ECO, fonte oficial da Bolt confirmou a busca por um novo líder para a plataforma de transporte que concorre com a Uber: “Estamos a contratar um contry manager especificamente para operações de ride-hailing vertical, uma vez que esta área está numa fase mais madura e o David [Ferreira da Silva] irá concentrar-se mais nas dimensões de gestão de Bolt Food Vertical e Bolt PT.”

O atual líder da empresa irá, assim, focar-se no desenvolvimento da plataforma Bolt Food, de entregas de refeições ao domicílio, concorrendo com os players já estabelecidos — Uber Eats e Glovo.

“O lançamento tem corrido muito bem, com um crescimento bastante rápido, tanto em número de utilizadores como de restaurantes (já temos mais de 700 restaurantes na plataforma)“, frisa a mesma fonte, referindo-se à Bolt Food, lançada inicialmente numa parte de Lisboa em outubro do ano passado.

“Relativamente à área de entrega, cobrimos atualmente desde Amadora até Algés, Algés até ao Parque das Nações e Parque das Nações até Carnaxide e parte de Odivelas. Estamos também a concentrar-nos na expansão muito em breve para outras cidades. Daremos mais notícias muito em breve”, conclui fonte oficial da empresa.

Além da plataforma de boleias e da plataforma de entregas, a Bolt opera ainda em Portugal uma “frota” de trotinetas e bicicletas elétricas partilhadas.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Bolt à procura de diretor-geral para a plataforma de transporte

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião