Ikea França multada em um milhão de euros por espiar funcionários

A cadeira de retalho sueca foi considerada culpada de armazenar dados dos colaboradores obtidos indevidamente ao longo de vários anos.

A filial francesa da Ikea foi multada no valor de um milhão de euros por espiar os seus funcionários, decidiu um tribunal francês, esta terça-feira. A cadeira de retalho sueca foi considerada culpada de armazenar dados dos colaboradores obtidos indevidamente ao longo de vários anos.

Em causa estão situações como, por exemplo, registos obtidos de contas bancárias e relatórios sobre funcionários escritos por falsos empregados, noticia a Reuters (acesso livre, conteúdo em inglês).

“A Ikea Retail France condenou fortemente as práticas, pediu desculpa e implementou um grande plano de ação para evitar que isto voltasse a acontecer”, afirmou a gigante sueca.

Estas situações, que violam a privacidades dos colaboradores, ocorreram entre os anos 2009 e 2012. No entanto, o ministério público alega que a espionagem começou, logo, em 2000.

O antigo presidente-executivo da Ikea francesa, Jean-Louis Baillot, foi também considerado culpado e condenado a dois anos de prisão com pena suspensa. Foi-lhe, ainda, aplicada uma multa no valor de 50.000 euros por armazenar dados pessoais.

Gerentes de loja, responsáveis dos recursos humanos, um investigador particular e agentes da polícia estão igualmente entre os acusados.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Ikea França multada em um milhão de euros por espiar funcionários

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião