EY quer preencher 130 vagas em setembro. E chegar às 300 contratações de jovens em pandemia

O foco deste processo de recrutamento está, sobretudo, nas competências comportamentais e não tanto no background académico dos candidatos.

Entre março de 2020 e junho de 2021, em plena pandemia, a EY Portugal contratou 170 jovens recém-formados, de forma totalmente digital. Mas o objetivo é ir mais longe: alcançar as 300 contratações. Para isso, em setembro, a consultora prevê recrutar mais 130 jovens profissionais.

“Temos vindo a estruturar o nosso processo de forma a que, sem abrir mão da exigência da avaliação, o recrutamento possa ser realizado da forma mais ágil possível. No caso dos New EYers, tipicamente, desde que um candidato chega para a primeira fase, até que tem uma resposta final da nossa parte podem decorrer entre três a quatro semanas”, explica Teresa Freitas, talent director da EY, em comunicado.

“A EY não discrimina o background, mas acaba por recrutar mais estudantes das áreas de business & administration e STEM. No entanto, também tem integrado estudantes de ciência política ou design”, avança a empresa à Pessoas. O foco, no entanto, está mais nas competências comportamentais e não tanto no background académico.

O processo de recrutamento contempla a análise curricular, uma entrevista por vídeo – na qual todos os candidatos respondem a quatro questões alinhadas com o modelo de competências da EY – um dia de speed interviews e dinâmicas de grupo e, finalmente, as entrevistas finais.

“A participação em projetos muito variados, a integração em equipas multidisciplinares e além-fronteiras, bem como as inúmeras oportunidades de desenvolvimento pessoal e profissional, são alguns dos fatores que atraem estes jovens para a EY”, aponta Teresa Freitas.

Os interessados podem candidatar-se através do site dedicados aos New EYers e também da página de carreiras do site da EY.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

EY quer preencher 130 vagas em setembro. E chegar às 300 contratações de jovens em pandemia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião