Ryanair vai incorporar pilotos contratados como independentes até 2022 em Espanha

  • Lusa
  • 24 Julho 2021

O sindicato de pilotos Sepla apontou também que estes trabalhadores independentes passaram de representar cerca de 70% do total de pilotos para 15% na atualidade.

O sindicato de pilotos Sepla e a Ryanair assinaram sexta-feira um acordo em que a companhia aérea se compromete a oferecer aos pilotos independentes, até 2022, um contrato por tempo indeterminado ao abrigo da lei espanhola.

Segundo o Sepla, existem mais de 120 pilotos que trabalham por conta própria, contratados pela Ryanair através de uma agência intermediária, e que quando terminar este contrato irão integrar os quadros da empresa. O acordo determina ainda que esta incorporação deve acontecer antes da temporada de verão de 2022, noticia a agência EFE.

O Sepla realçou ainda que a sua secção sindical na Ryanair tem conseguido gradualmente incorporar estes ‘falsos freelancers’ à força de trabalho nos últimos quatro anos. O sindicato apontou também que estes trabalhadores independentes passaram de representar cerca de 70% do total de pilotos para 15% na atualidade.

Com o acordo assinado na sexta-feira, terminam todos este tipo de situações nas bases da companhia aérea irlandesa em Espanha, acrescentou.

A Ryanair comprometeu-se com este acordo a oferecer contratos diretos, segundo a legislação laboral espanhola, em três fases, até ao final de 2022, integrando desta forma todos os pilotos atualmente empregados por conta própria através de uma agência.

Assim, a companhia aérea irá assumir os custos habituais de qualquer empregado, como as contribuições para a Segurança Social ou salários, que eram atualmente pagos pela empresa intermediária.

Ficou também decidido que todas as cláusulas previstas no futuro acordo coletivo da Ryanair em Espanha, em negociação há meses e que a secção sindical do Sepla espera assinar em breve, também se aplicarão a estes pilotos.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Ryanair vai incorporar pilotos contratados como independentes até 2022 em Espanha

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião