BI4ALL regressa ao escritório ‘Cidade’ num plano “flexível”. Está a contratar

Tecnológica investiu 8 milhões de euros nas novas instalações em Lisboa. Até ao final do ano, quer atingir os 300 colaboradores. Procuram 30 talentos.

A BI4ALL está a regressar ao novo escritório “Cidade” em “modelo flexível”. A companhia investiu 8 milhões de euros nas novas instalações em Lisboa com capacidade para 500 colaboradores. Até ao final do ano, querem atingir os 300 colaboradores e estão neste momento a contratar para várias funções. Procuram 30 consultores.

Tentámos que a Cidade BI4ALL fosse isso mesmo, uma cidade com a vida que a caracteriza”, diz José Oliveira, CEO da BI4ALL, à Pessoas. “O objetivo foi tornar o espaço num local amplo e renovado, com diferentes ambientes que estimulam o pensamento crítico e criativo dos colaboradores. Demos prioridade aos espaços de trabalho colaborativos, bem como a áreas de lazer, com inspiração nas melhores práticas de escritórios”, continua.

Campo de padel, ginásio e até quartos para os colaboradores e clientes que residem fora da Grande Lisboa são algumas das novidades oferecidas pela nova Cidade Bi4ALL, um investimento de 8 milhões de euros, na reconversão de dois antigos armazéns, na Avenida Marechal Gomes da Costa, em Lisboa, num total de 7 mil metros quadrados.

Mas não só. Salas para aulas de cycle e ioga, terraço, várias zonas de lazer e bem-estar são algumas das ofertas da cidade. “Queremos que os nossos colaboradores sejam felizes a trabalhar na Cidade BI4ALL e que tirem o máximo partido deste espaço. A nova sede é um conceito para uma experiência única e uma viagem a pensar num ambiente de trabalho dinâmico, ágil e que reúne todas as condições para a criatividade, colaboração, e trabalho altamente produtivo, permitindo à empresa manter uma posição de liderança como especialista em transformação digital e data strategy, com foco nas áreas de data analytics e Inteligência Artificial”, refere o CEO.

Um espaço ao qual os colaboradores estão a regressar num “plano flexível”, depois do fim da obrigatoriedade do teletrabalho. “Enquanto empresa de consultoria, temos aplicado um plano flexível e gradual de regresso, adaptado tanto à realidade específica dos nossos clientes, como à dos nossos escritórios de Lisboa e Porto”, diz José Oliveira. “Temos presente que o paradigma do trabalho ficou para sempre alterado, mas procuramos continuamente corresponder, não só às motivações dos nossos colaboradores, como também às necessidades dos clientes”, continua.

“Cada vez mais, no mundo global, falamos da importância de um regresso. Ainda que se trate de um regresso a uma realidade diferente, o mundo sente a necessidade de retornar a uma nova normalidade”, refere o responsável. “Neste sentido, a Cidade BI4ALL, em Lisboa, e o escritório do Porto têm mantido a porta aberta, com todas as condições necessárias para receber os colaboradores”, refere.

Escritório para atrair talento

O projeto Cidade BI4ALL já vinha a ser pensado antes da pandemia. “Exatamente porque já eram notórias as dificuldades de recrutamento e de retenção de talento, e sabíamos que era preciso inovar e criar as melhores condições de trabalho para as nossas pessoas”, explica. “Os colaboradores estão ainda mais exigentes e dar-lhes um local de trabalho que vá ao encontro das suas necessidades e expectativas futuras, é uma prioridade. Naturalmente que, aliado a isso, existem outros benefícios que proporcionamos e influenciam a satisfação dos nossos colaboradores”, diz.

O novo escritório tem capacidade para 500 colaboradores, respondendo à vontade de crescimento da empresa que, até ao final do ano quer atingir os 300 trabalhadores. Isto num momento em que no setor das tech, a elevada procura de profissionais — um estudo da Landing.Jobs aponta que 75% das tecnológicas conta contratar até ao final do ano — se confronta com pouco talento disponível.

“É realmente preocupante a escassez de consultores em Portugal e reter talentos tornou-se mais desafiante com a situação do teletrabalho. Tivemos de nos adaptar a esta nova realidade e criar novas estratégias para que os colaboradores se sintam próximos e parte da cultura da empresa. Por outro lado, esta realidade, que anula o fator da proximidade, tornou o mercado de recrutamento ainda mais global”, comenta José Oliveira.

“Sempre promovemos uma cultura muito orientada para as pessoas, com um ambiente muito próximo, familiar e disruptivo. Acreditamos que a preocupação com cada um dos nossos colaboradores é um dos pilares fundamentais do nosso sucesso”, diz. “O facto de termos uma forte componente internacional, que atualmente representa mais de 50% do negócio, é também um fator de atração”, destaca o CEO.

Procuram 30 talentos

Neste momento, a empresa tem 30 ofertas de trabalho em aberto, para diversas funções. “Procuramos pessoas com pensamento analítico e sentido crítico, além da formação necessária para o desempenho das funções (Informática, Gestão de Informação, Matemática Aplicada, Engenharias ou similar), e bons conhecimentos da língua inglesa, essencial para os projetos internacionais que representam uma grande parte do nosso trabalho”, diz José Oliveira.

“O objetivo será contratarmos 30 consultores até ao final do ano, atingindo a meta dos 300 colaboradores. Neste momento, temos oportunidades de carreira para azure architect, business analyst, BI consultant, cloud developer, data engineer e full-stack developer”, descreve.

A empresa arrancou em setembro com a 11ª edição da Talent Academy, a academia de business intelligence & data analytics, programa com duração de dois meses, com o objetivo de integrar 10 jovens talentos.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

BI4ALL regressa ao escritório ‘Cidade’ num plano “flexível”. Está a contratar

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião