Abreu Advogados assessorou entrada da Vivid Invest em Portugal

A equipa da Abreu Advogados foi liderada pelo sócio Rodrigo Formigal, numa equipa que integrou ainda Joana Maldonado Reis, advogada principal, e Isabel Pinheiro Torres, associada sénior.

A Abreu Advogados assessorou a fintech alemã Vivid na sua entrada no mercado português, em especial na adequação da atividade da conhecida APP financeira à legislação bancária e financeira nacional, tendo também acompanhado a oferta de diversos produtos financeiros complexos (PRIIPs) por parte da Vivid Invest.

A equipa da Abreu Advogados foi liderada pelo sócio Rodrigo Formigal, numa equipa que integrou ainda Joana Maldonado Reis, advogada principal, e Isabel Pinheiro Torres, associada sénior.

A operação foi realizada ao abrigo da legislação bancária e financeira portuguesa e alemã e envolveu a coordenação com as equipas de gestão interna e aconselhamento local da Vivid.

A assessoria da Abreu abrangeu questões de regulatório, societário e de direito fiscal, e ainda apoio na interação com a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários.

A Abreu Advogados conta com uma equipa de mais de 200 advogados, num total de 320 profissionais. Além dos escritórios de Lisboa, Porto e Madeira, a Abreu Advogados dinamiza uma rede internacional de escritórios em países de língua oficial portuguesa, como Angola, Brasil, Cabo Verde, China

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Abreu Advogados assessorou entrada da Vivid Invest em Portugal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião