Advocatus Summit: “O setor da distribuição é muito dinâmico e cheio de desafios”, diz sócia da Abreu

O painel dedicado ao setor da distribuição contou com a participação de Maria de Deus Botelho, sócia contratada da Abreu Advogados, e Fabrice Lachize, diretor geral da Lordelodis.

A primeira talk da Advocatus Summit Porto foi composta por Maria de Deus Botelho, sócia contratada da Abreu Advogados, e Fabrice Lachize, diretor geral da Lordelodis (E. Leclerc Guimarães) e presidente da Câmara de Comércio e Indústria Luso-Francesa. Em discussão esteve o tema “Distribuição: desafios, aprendizagens e a sustentabilidade num dos setores chaves da economia”.

A sócia contratada da Abreu começou por referir que o setor da distribuição é muito dinâmico e “cheio de desafios”. “As alterações dos hábitos dos consumidores, que são cada vez mais exigentes e informados e que a pandemia e a resolução digital vieram incentivar, a concorrência intensa e as relações cada vez mais complexas entre os fornecedores e os retalhistas são alguns dos desafios que nos últimos anos a distribuição tem enfrentado”, enunciou.

Maria de Deus Botelho sublinhou também que o setor da distribuição tem sofrido nos últimos anos um conjunto de mudanças, muitas delas motivadas por alterações legislativas. Entre elas, a transposição para o direito português da diretiva Unfair Trade Practices, que “vem de estabelecer um novo paradigma no relacionamento entre os fornecedores e os consumidores”.

“Este novo regime constitui uma alteração ao regime que nós já temos em vigor desde 2014, o regime das práticas individuais restritivas de comércio. Mas vem implementar, por um lado, novos prazos para o pagamento dos bens ou serviços fornecidos relativamente a contratos de compra e venda e fornecimento de bens alimentares. E, por outro lado, faz uma alteração do elenco das práticas comerciais negociais abusivas e estabelece novas noções e sanções, em particular para o comércio de produtos agrícolas”, acrescentou. Esta alteração aconteceu em finais de agosto e as empresas têm agora até novembro para se adaptar ao novo regime.

O Grupo E.Leclerc foi pioneiro na proibição da distribuição de sacos de plástico, tendo implementado aquela norma em 1996. “Na altura estava a trabalhar na concorrência e todos nós ficamos a pensar ‘o E.Leclerc está completamente tolo’. Ninguém poderia aceitar como os clientes não recebiam os sacos. Foi uma grande revolução para o grupo E.Leclerc, uma mais-valia por ser inovador e pioneiro sobre este assunto”, começou por contar o diretor geral da Lordelodis.

Fabrice Lachize explicou a campanha que foi levada a cabo pelo Grupo na redução da utilização dos sacos de plástico, sublinhando que não foi uma estratégia de marketing mas uma “coisa de longo prazo”. “A sustentabilidade faz parte do nosso ADN”, acrescentou.

O Grupo E.Leclerc, em parceria com a Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição, está a desenvolver um projeto-piloto na área da sustentabilidade de recolha das embalagens de plástico usadas. O diretor geral da Lordelodis explicou que foi um desafio lançado pelo Governo português e iniciou-se há dois anos. “O facto de o nosso Grupo ser independente, cada um pode tomar a sua decisão. A sede lança os desafios, mas depois cada um vai reagir dependendo do seu tecido local”, assegurou.

A conversa entre os dois convidados já está disponível. Veja aqui o vídeo.

Esta iniciativa é considerada o principal evento que liga a advocacia de negócios aos agentes empresariais e da economia e contou com o patrocínio de Abreu Advogados, PLMJ, AVM Advogados e PRA-Raposo, Sá Miranda & Associados. Contamos ainda com o patrocínio da Universidade Portucalense.

Programa

Painel 1 – Entrevista “Distribuição: desafios, aprendizagens e a sustentabilidade num dos setores chaves da economia”

  • Com Fabrice Lachize, Diretor Geral da Lordelodis (E. Leclerc Guimarães) e Presidente da Câmara de Comércio e Indústria Luso-Francesa, entrevistado por Maria de Deus Botelho, sócia contratada da Abreu Advogados.

Painel 2 – “Novas formas de trabalhar: o que falta legislar no teletrabalho?”

24 de setembro – 15h00

  • Com José Pedro Anacoreta, sócio da PLMJ, e Protásio Leão, Diretor de Recursos Humanos da Rangel, moderado por Frederico Pedreira, jornalista do ECO/Advocatus.

Painel 3 – Entrevista “Regras de acesso à profissão estão a mudar. Formação nas Universidades versus formação da Ordem dos Advogados”

27 de setembro – 10h00

  • Com Maria Emília Teixeira, docente investigadora da Universidade Portucalense, entrevistado por Filipa Ambrósio de Sousa, diretora executiva da Advocatus.

Painel 4 – “O impacto da pandemia e o Plano da Vacinação para as empresas em Angola”

27 de setembro – 15h00

  • Com António Vicente Marques, managing partner da AVM Advogados, José Alves do Carmo, sócio da AVM, e moderado por Filipa Ambrósio de Sousa, diretora executiva da Advocatus.

Painel 5 – “Advocacia pós-pandémica: novo normal ou business as usual?”

28 de setembro – 10h00

  • Com Daniel Torres Gonçalves, sócio da PRA, e Lin Man, sócia da PRA, moderado por Frederico Pedreira, jornalista do ECO/Advocatus.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Advocatus Summit: “O setor da distribuição é muito dinâmico e cheio de desafios”, diz sócia da Abreu

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião