Presidente da CP sai do cargo após cumprir missão

  • ECO
  • 28 Setembro 2021

Nuno Freitas solicitou a antecipação do fim do mandato em três meses, depois de cumprida a missão a que se propôs. Governo aceitou.

Nuno Freitas vai deixar a liderança da CP a 1 de outubro. O presidente da empresa ferroviária, que assumiu o cargo há dois anos, pediu ao Governo para sair mais cedo da empresa por achar que já cumpriu os objetivos a que se propôs, de acordo com o Público (acesso condicionado).

Num comunicado aos trabalhadores, Nuno Freitas explicou que o seu “compromisso nesta missão contemplava apenas um mandato e, concluído o trabalho a que me propus, solicitei a antecipação do fim desse mandato em três meses“. Entre as metas já concluídas estão estabilização da operação da CP, a recuperação de material circulante, a abertura das oficinas de Guifões, a fusão da EMEF com a CP e o contrato de serviço público com o Estado.

“Depois de expor pessoalmente a minha vontade e razões ao senhor ministro [Pedro Nuno Santo], obtive o seu acordo para antecipação da minha saída”, acrescenta o presidente que agora será sucedido no cargo pelo seu vice-presidente, Pedro Moreira.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Presidente da CP sai do cargo após cumprir missão

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião