Ordem dos Advogados exige mais férias judiciais devido ao aumento de casos de Covid-19

A Ordem dos Advogados exige a prorrogação do período de férias judiciais do natal até ao próximo dia 9 de janeiro e a reativação do regime de escalas presenciais organizadas nos tribunais.

Devido ao aumento do número de infetados por Covid-19 em Portugal bem como à implementação do Estado de Calamidade, a Ordem dos Advogados apelou ao Ministério da Justiça que tome medidas de prevenção para evitar surtos nos tribunais.

Desta forma, a OA exige a prorrogação do período de férias judiciais do natal até ao próximo dia 9 de janeiro de 2022 de forma a evitar a “aglomeração de pessoas nos tribunais no período que se antecipa ser o mais crítico da pandemia”, explica a

Outra das exigências é a reativação do regime de escalas presenciais organizadas nos tribunais para fazer face às diligências urgentes, que vigorou até abril de 2021. Com este regime os advogados voltavam a ser chamados por contacto telefónico para essas escalas, “evitando assim a sua aglomeração nos tribunais, em espaços exíguos enquanto aguardam a realização de diligências”, refere a OA.

“A Ordem dos Advogados espera que o Ministério da Justiça possa decretar estas medidas com caráter de urgência, as quais considera essenciais para a proteção dos advogados, bem como de outros profissionais jurídicos e dos cidadãos, perante a escalada de casos de SARS-Cov2, acrescida de um maior risco face à nova variante Ómicron já presente em território nacional”, sublinha a OA em comunicado.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Ordem dos Advogados exige mais férias judiciais devido ao aumento de casos de Covid-19

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião