Leroy Merlin dá mais um dia de férias aos trabalhadores em 2022

O retalhista está apostada num modelo de trabalho flexível, permitindo aos colaboradores, cujas funções o permitam, trabalhar à distância. A partir de janeiro trabalhadores têm mais um dia de férias.

A Leroy Merlin está a oferecer aos colaboradores que trabalhem na sede em Alfragide e vivam a mais de 75 quilómetros a possibilidade de trabalhar de forma 100% remota e, aos restantes, até três dias por semana de trabalho à distância. Os managers de operações de loja podem escolher até três dias de trabalho remoto por mês. A partir de 2022 os cerca de 5.800 colaboradores têm direito a mais um dia de férias, revela Ana Herrero, líder de desafio humano da Leroy Merlin em Portugal, à Pessoas. Este ano, a empresa distribuiu 13,7 milhões de euros pelos trabalhadores, com base nos resultados da empresa.

“Pretendemos dar aos nossos colaboradores maior flexibilidade a nível de local de trabalho e horários, e maior liberdade de escolha para organizarem o seu trabalho. Queremos que cada colaborador encontre o melhor equilíbrio entre a sua vida profissional e pessoal”, afirma Ana Herrero, líder de desafio humano da Leroy Merlin em Portugal.

A companhia avançou com um modelo de trabalho híbrido, para as funções que se adequam, acompanhando a evolução do trabalho à distância que foi imposto pela pandemia. “Os colaboradores na sede da empresa — em Alfragide — ficam com a possibilidade de escolher até três dias de trabalho remoto por semana e os managers de operações de loja podem escolher até três dias de trabalho remoto por mês. Para os colaboradores elegíveis que vivem a mais de 75 quilómetros da sede, existe a possibilidade de ficarem em trabalho 100% remoto”, adianta Ana Herrero. Mas, os colaboradores que o queiram “podem também optar por ir à sede mais do que dois dias por semana, tendo total liberdade para o fazer“.

Anna HerreroD.R.

A cadeia alargou ainda o horário de entrada e saída no escritório, com entrada das 8h às 10h, e saída das 17h às 19h. E no sentido de promover um maior equilíbrio entre a vida pessoal e o trabalho, a partir de janeiro do próximo ano, “todos os colaboradores são elegíveis a um dia extra de férias”, passando a gozar 23 dias por ano, podem solicitar “uma redução de carga horária de trabalho, com proporcional redução do vencimento“, bem como “pedir uma licença sem vencimento de até três meses para projetos pessoais.

A política de trabalho flexível surgiu este ano, mas “já vinha a ser trabalhada e definida antes de entrarmos em pandemia”, tendo nesse âmbito a empresa atribuído um cheque de 150 euros a todos os colaboradores para criarem o seu escritório em casa.

“Para além deste cheque, as equipas da Leroy Merlin receberam este ano um voucher de Natal no valor de 100 euros por colaborador e foram atribuídos dois dias de descanso extra por ano.” Esse voucher pode ser usado na cadeia ou em algumas marcas parceiras, como Auchan, Decathlon ou Norauto.

Seguro de saúde e de vida, a oferta de vacinação antigripe, serviços de medicina curativa e de bem-estar, presente de nascimento, flexibilidade no horário e local de trabalho, dois dias de descanso extra por ano, um dia de voluntariado por ano, telemóvel para 100% dos colaboradores, 10% de desconto em todos os artigos nas lojas.

13,7 milhões distribuídos pelos trabalhadores

Depois de no ano passado a cadeia ter distribuído 11,7 milhões de euros aos trabalhadores a título de participação nos resultados da empresa, em 2021 o retalhista distribuiu 13,7 milhões, “o valor mais alto na história da Leroy Merlin em Portugal”, realça Ana Herrero.

“A nossa intenção é reconhecer a contribuição de todos os colaboradores da Leroy Merlin e criar um impacto positivo, por isso a grande maioria dos cerca de 5.800 colaboradores em Portugal têm direito a uma parte do valor distribuído. O requisito crucial é trabalhar há mais de 90 dias na Leroy Merlin no momento da partilha de resultados”, esclarece a líder de desafio humano do retalhista.

Na prática significa que dos 5.800 colaboradores “a partilha de resultados de 2021 incluiu cerca de 4.500 colaboradores que cumpriam o critério de elegibilidade”, precisa. Dos 13,7 milhões de euros distribuídos, 57,3% “foram convertidos num produto financeiro ou em ações (do grupo) ADEO”, os donos da Leroy Merlin.

“A política de partilha da Leroy Merlin está na base da estratégia da Employer Value Proposition da empresa. Todos os anos a distribuição de resultados pelos colaboradores é feita de duas formas: numa base trimestral e que se traduz em valor monetário acrescido ao salário; e numa base anual relativa aos resultados operacionais da empresa e que pode ser convertida num produto financeiro ou em ações ADEO. Este grupo, a que pertence a Leroy Merlin, permite que 99% dos colaboradores elegíveis em Portugal sejam também seus acionistas”, explica a líder de pessoas.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Leroy Merlin dá mais um dia de férias aos trabalhadores em 2022

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião