Facebook vende Libra e desiste de lançar criptomoeda

O Facebook já não deverá lançar uma criptomoeda, como era sua intenção desde maio de 2019. Tecnologia da Libra, que agora se chama Diem, vai ser vendida a um banco de criptomoedas por 200 milhões.

O Facebook desistiu de lançar uma criptomoeda global. Quase três anos depois de fundar a Associação Libra, o grupo está em vias de fechar a venda da tecnologia de pagamentos à Silvergate Capital, um banco de criptomoedas, por 200 milhões de dólares, segundo a imprensa internacional.

Foi em maio de 2019 que a empresa de Mark Zuckerberg anunciou a intenção de construir uma rede de pagamentos com uma criptomoeda própria. A rede permitiria fazer compras em vários comerciantes e chegou a ter a Visa e a MasterCard como parceiros, assim como a empresa de ADN português Farfetch.

Mas o projeto foi recebido com forte resistência, e não apenas nos EUA. Reguladores e autoridades financeiras um pouco por todo o mundo expressaram preocupação com a ideia de uma moeda global gerida por um consórcio privado e com os riscos que poderia acarretar para o sistema financeiro.

Ainda assim, o Facebook chegou a estipular vários prazos para o lançamento, que foram sendo sucessivamente ultrapassados. Alguns parceiros desistiram e abandonaram a instituição.

No final de 2020, o consórcio abandonou o nome Libra, passando a designar-se Diem. No ano passado, uma das principais figuras do projeto, David Marcus, saiu do grupo que detém o Facebook, e que agora se chama Meta.

Mark Zuckerberg pretendia que a Diem fosse uma criptomoeda estável e cujo valor tivesse dólares e ativos financeiros como colateral. Resumindo, o seu valor não oscilaria com o mesmo grau de volatilidade de outras criptomoedas populares, como a bitcoin e o Ethereum.

O The Wall Street Journal (acesso pago) escreve que a venda da tecnologia à Silvergate Capital representa o último esforço do Facebook de recuperar algum do investimento colocado no projeto. Além da rede social, os múltiplos parceiros, incluindo a Farfetch, tiveram de pagar para pertencer ao projeto, uma soma que, na altura, rondaria os dez milhões de dólares, segundo notícias na imprensa.

O ECO contactou a Farfetch acerca desta notícia. “A Farfetch não irá comentar”, respondeu fonte oficial da empresa.

(Notícia atualizada às 11h22 com resposta da Farfetch)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Facebook vende Libra e desiste de lançar criptomoeda

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião