CTT assinam contrato de quatro milhões de euros para formação e 200 novas máquinas

O grupo CTT e os espanhóis da GAM assinaram um contrato de quatro milhões de euros, a cinco anos, que prevê formação aos trabalhadores e o aprovisionamento de 200 máquinas em Portugal e Espanha.

Os CTT CTT 0,40% assinaram um contrato com os espanhóis da General de Alquiler de Maquinaria (GAM) que prevê o fornecimento de mais 200 máquinas para a operação dos Correios em Portugal e Espanha, apurou o ECO. O acordo pressupõe um investimento de quatro milhões de euros na operação ibérica dos CTT ao longo dos próximos cinco anos.

Entre as máquinas abrangidas estão porta-paletes, equipamentos de manutenção e outros. A maquinaria vai ser distribuída por instalações dos CTT em Portugal e da CTT Express no país vizinho.

O ECO sabe que a empresa portuguesa deverá anunciar oficialmente o acordo já esta sexta-feira e que o contrato, além do aprovisionamento das duas centenas de máquinas, prevê também que seja dada formação aos trabalhadores do segmento de Expresso & Encomendas dos CTT pela GAM, uma multinacional espanhola cotada na bolsa de Madrid.

A empresa postal acredita que este contrato pode melhorar o processo de distribuição de encomendas nos dois países, por ser um passo em direção a uma maior modernização das instalações e por contribuir para a componente cada vez maior de automatização da operação, bem como para a uniformização da rede.

A consolidação das redes de distribuição, entendem os CTT, deve ajudar a acomodar o crescimento que continuam a antecipar. A parceria pode ainda alocar recursos para o negócio das entregas urgentes, que é tido como fundamental para que o core do negócio do grupo seja cada vez mais as encomendas, já que a digitalização vai ditar que seja cada vez menos o correio tradicional.

Os Correios estão de olhos fixos no mercado espanhol, onde a empresa quer conquistar mais quota de mercado nas encomendas. Em dezembro, João Ventura Sousa, numa entrevista à TSF, disse que os CTT “querem ser um grande player ibérico”, declarações que podem sinalizar uma possível aquisição em Espanha.

Como o ECO noticiou este mês, a empresa está a trabalhar para “monetizar” o seu vasto património imobiliário, numa operação pode gerar um encaixe superior a 200 milhões de euros.

Preço das ações dos CTT em Lisboa:

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

CTT assinam contrato de quatro milhões de euros para formação e 200 novas máquinas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião