CTT subiram preços do correio este mês

Correios aumentaram os preços em 7 de março, num cenário de alta inflação e combustíveis mais caros. Enviar uma carta custa 57 cêntimos. Se for correio registado, são 70 cêntimos, até aos 20 gramas.

Os CTT CTT 0,16% aumentaram os preços do correio este mês, no dia 7 de março, confirmou o presidente executivo da empresa, João Bento. A atualização surge numa altura em que a empresa enfrenta um agravamento de custos relacionado com a alta dos preços dos combustíveis e a inflação.

“O aumento de preços anual foi feito na semana passada, em 7 de março, e as encomendas estão a exibir maior procura em comparação com o primeiro trimestre do ano passado, por causa do confinamento que esteve em vigor”, afirmou o gestor na conferência telefónica de apresentação de resultados.

Com efeito, desde a semana passada que o correio está mais caro. Por exemplo, remeter uma carta por correio normal até 20 gramas em formato normalizado passou a custar 57 cêntimos, um preço que compara com os 54 cêntimos anteriores. Já o serviço de correio registado com mais de 500 gramas passou de 5,9 para 6,5 euros, um aumento superior a 10%. Se tiver menos de 20 gramas, custa 2,75 euros, contra os 2,40 euros anteriores.

No caso do correio azul, cartas até 20 gramas custavam 70 cêntimos — agora, o preço é de 74 cêntimos. Ao que o ECO apurou, foram aplicadas subidas em todos os escalões de peso nos preços base. O grupo já publicou as novas tabelas de preços no seu site, que pode ser comparada com as tabelas anteriormente em vigor desde abril do ano passado.

Fonte: CTT (valores em euros)

Para os maiores clientes dos CTT, também são expectáveis aumentos de preços. Na quinta-feira, a administração dos CTT disse aos analistas que está a negociar com os grandes clientes a aplicação de uma “taxa temporária” para fazer face à subida dos preços dos combustíveis. No que toca à eletricidade, os CTT dizem-se protegidos de aumentos de custos até ao fim do ano.

Na última quarta-feira, os CTT revelaram que os lucros em 2021 aumentaram 130%, para 38,4 milhões de euros. A administração propôs pagar um dividendo de 12 cêntimos por cada título, sendo que planeia também a recompra de ações próprias no valor de 18 milhões de euros.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

CTT subiram preços do correio este mês

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião