Venda online de elétricos em Portugal mais do que triplica em março

  • Filipe Maria
  • 22 Abril 2022

Venda de elétricos em Portugal dispara 260% em março, em termos homólogos, e 146% nos países analisados. Venda online de automóveis usados em Portugal afunda 22,4% em março.

A venda online de veículos elétricos em Portugal mais do que triplicou no mês de março, registando um crescimento de 260% face ao mês homólogo de 2021, avançou o 26º relatório do Observatório INDICATA.

Segundo os dados avançados, este aumento na procura de veículos elétricos causou uma rotação de stocks (número reposições num período de tempo, neste caso um mês) superior em 302%, face a março de 2021, fixando-se em 9,4x – ou seja, no espaço de um mês houve uma média de 9,4 reposições de stocks de veículos elétricos. Este aumento também se reflete no top de automóveis usados com menos de 4 anos de idade vendidos mais rapidamente; nos primeiros três lugares deste ranking encontramos o híbrido Kia Niro, e os elétricos Hyundai IONIQ e Nissan Leaf.

O Kia Niro lidera o ranking com uma rotação de stock de 13x, e um Market Days Supply de 27,3, o resultado da divisão do stock com a média diária de vendas. Por sua vez, o Hyundai IONIQ está em segundo lugar com uma rotação de stock de 11x, e o Nissan Leaf em terceiro com uma rotação de 10x. No segundo e terceiro lugares, o Market Days Supply foi de 34,1 e 35,4, respetivamente, o que aponta para uma procura elevada face à oferta de mercado.

Nos países europeus analisados pela INDICATA, a venda geral de elétricos aumentou 146% em março, em termos homólogos, sendo que a venda de híbridos também cresceu 33% neste período. Em tendência oposta seguem as vendas de usados a gasóleo e gasolina, cujas quedas em março corresponderam a 22% e 13%, respetivamente, contra março de 2021.

Em 11 dos 13 mercados sob análise, os elétricos venderam mais rapidamente do que todos os outros tipos de veículos, tendo agora uma rotação de stock na região de 11x, o que corresponde a um aumento de 201% face ao ano anterior, uma procura que também está a atirar os preços para valores mais elevados. Sob análise estiveram os mercados do Reino Unido, França, Espanha, Portugal, Itália, Áustria, Alemanha, Bélgica, Países Baixos, Suécia, Dinamarca, Polónia e Turquia.

Vendas online de carros usados afundam 22% em março com quebra nos stocks

A venda online de automóveis usados aumentou 2,2% em março relativamente a fevereiro, mas afundou 22,4% face a março de 2021, de acordo com os dados do Observatório INDICATA.

Comparando com os dados pré-Covid as quebras já são menores, sendo que a venda de usados foi apenas 4,5% inferior ao registado em março de 2019. No primeiro trimestre de 2022, a venda de usados ficou 10,8% abaixo do verificado em período homólogo de 2021, embora se tenha mantido 0,6% acima do primeiro trimestre de 2020.

Na origem desta quebra na venda de usados estiveram os baixos níveis de stocks de automóveis usados online. Este indicador, em início de abril, era inferior em 5,6% comparativamente com o registado há um mês, pelo que o documento conclui que atualmente os níveis stocks estão 26,7% mais baixos que há um ano. Os resultados globais dos mercados em análise apontaram para níveis de stocks 2% mais elevados no início de abril, em termos mensais, mas inferiores em 16,9% em termos homólogos.

A dificuldade no acesso a semicondutores, embora associado aos automóveis novos, também teve um efeito em cadeia sobre todo o setor, forçando os retalhistas a competir entre si pelo acesso a stock de qualidade adequada para satisfazer a procura, garante a INDICATA. Por sua vez, isto vai criar um aumento generalizado na rotação de stock.

Em termos gerais, a venda de automóveis usados online aumentou 13,3% nos mercados sob análise, em termos mensais, e 10,7% se excluirmos a Turquia. Em termos homólogos, as vendas de março representam uma quebra de 11%, mas uma redução menos acentuada de 3,8% face a março de 2019. Já as vendas acumuladas de março foram 5,9% inferiores às registadas no primeiro trimestre de 2021, e 2,8% abaixo do mesmo período de 2020.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Venda online de elétricos em Portugal mais do que triplica em março

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião