Abreu Advogados reduz 25% das emissões de carbono

A Abreu Advogados apresentou o sétimo relatório de sustentabilidade, que contempla os principais indicadores e as atividades desenvolvidas para o período de 2020 e 2021.

A Abreu Advogados apresentou o sétimo relatório de sustentabilidade, que contempla os principais indicadores e as atividades desenvolvidas para o período de 2020 e 2021, no campo económico, social e ambiental.

O documento espelha os projetos, as principais parcerias e as iniciativas de literacia jurídica, a promoção de conhecimento desenvolvidas pela sociedade e o alinhamento do escritório com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas.

Entre a informação agora disponibilizada, destaque para o lançamento da Abreu Sustainability School, iniciativa da sociedade para a sensibilização dos estudantes finalistas de Direito para os temas da sustentabilidade e que terá, no próximo mês de setembro, a sua 3ª edição; a apresentação do serviço de ESG, focado na integração destes critérios na atividade e estratégia das empresas; o lançamento do Happiness Hub, uma área interna especializada no bem estar pessoal e profissional dos colaboradores; ou a adoção de uma estratégia de promoção de meios de transporte alternativos.

Destaque ainda para o serviço jurídico Pro Bono da Abreu, que dedicou mais de 5.000 horas, a 33 instituições, e envolveu mais de 140 advogados em cada um dos anos (2020 e 2021). A Abreu Advogados disponibilizou ainda mais de 12 mil euros a várias iniciativas de cariz social.

“Desde a constituição da Abreu Advogados que assumimos o desafio de sermos pioneiros da sustentabilidade no setor jurídico em Portugal. Passados quase trinta anos, continuamos empenhamos nesse caminho, a advogar a transparência e defender as melhores práticas no setor jurídico. Estamos certos de que aquilo que para nós sempre foi uma questão de convicção, torna-se agora uma questão de sobrevivência de qualquer projeto empresarial no século XXI”, explica Pedro Pais de Almeida, sócio coordenador da Comissão de Sustentabilidade da Abreu Advogados.

A sociedade liderada por Inês Sequeira Mendes reduziu em 25% as emissões de carbono, assim como o consumo de água e eletricidade por colaborador em 55% e 23%, respetivamente, desde 2007, com a sua primeira monotorização de emissões.

“A sustentabilidade, nas suas várias vertentes, assume um papel cada vez mais central na estratégia das empresas e na nossa vida quotidiana, implicando uma alteração de comportamentos das pessoas e das instituições. A Abreu não só não se exime a esse esforço como tem procurado liderá-lo através do exemplo”, refere Inês Sequeira Mendes, Managing Partner da Abreu Advogados.

 

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Abreu Advogados reduz 25% das emissões de carbono

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião