“Houve um período na vida dos bancos em que quase se separaram da realidade”premium

Quase dois anos depois do início da reestruturação, o pelouro dos recursos humanos passou para o CEO. António Ramalho, presidente do Novo Banco, assegura que a instituição entrou numa nova era.

Atrair e reter talento é um dos eixos do capital humano do Novo Banco. Como é que um banco que ainda está em reestruturação atrai novos colaboradores? Temos uma maior proporcionalidade de desafio e isso cria-nos uma maior atração para um certo tipo de perfil. Normalmente um perfil bastante experiente ou, por outro lado, bastante […]

Quer ler este artigo? Assine a revista Pessoas

Comentários ({{ total }})

“Houve um período na vida dos bancos em que quase se separaram da realidade”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião