As escolhas de… Telma Carvalho

Telma Carvalho é consultora da Cuatrecasas, desde 2019, e conta com experiência essencialmente nas áreas de societário, comercial e fusões e aquisições.

Na edição de outubro da revista Advocatus, Telma Carvalho, consultora da Cuatrecasas desde 2019, com experiência essencialmente nas áreas de societário, comercial e fusões e aquisições, partilhou as suas escolhas.

Estas são as suas escolhas!

O livro favorito

Pergunta difícil, porque vai variando no tempo. É mais fácil responder qual o livro que reli mais vezes, que é o “Jane Eyre”.

O filme que nunca perde…

“Lost in Translation”, visto e revisto várias vezes. A frase paradigmática do filme, dita pela Charlotte, é “Let’s never come here again, cause it would never be as much fun”.

Uma série de sempre…

Sou uma pessoa mais de filmes, do que de séries. A última das que vi sem perder um episódio foi o “Mr. Robot”, uma descrição crua e metafórica do século XXI.

A viagem de eleição…

Não tenho uma, tenho várias. Das que já fiz, diria Japão. Das que quero fazer, e espero ainda fazer no início do próximo ano, é o deserto do Atacama.

Uma memória…

Uma das situações mais insólitas que tive foi estar numa reunião, em que os clientes (familiares) decidiram resolver as divergências através do recurso à ação direta ali mesmo na reunião.

Na secretária nunca faltam…

Uma garrafa de água e o bom velho Código Civil.

A primeira coisa que faz quando acorda…

Gosto de acordar com música, e por isso a primeira coisa que faço quando acordo é ligar o Spotify e ouvir a playlist da semana.

O primeiro despertador toca às…

Há muitos anos descobri que acordava sempre um minuto antes do despertador tocar. E então, por estranho que pareça, deixei de usar despertador.

Para começar bem o dia nada melhor do que…

Abrir a janela e ter um dia de sol, faço parte daqueles portugueses que acham que a chuva é uma maçada.

A primeira coisa que faz quando chega a casa…

Essa é fácil…. tiro os sapatos!

Os tempos livres são para…

No verão sempre que posso vou à praia, adoro um bom mergulho no mar. No inverno, aproveito para ver exposições de arte, ler e ir ao cinema.

Um lema de vida…

Não sou muito de enunciar lemas de vida, mas gosto muito de uma frase do Orhan Pamuk que é muito simples e que a tradução seria qualquer coisa como: A vida é curta e devemos respeitar todos os seus momentos.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

As escolhas de… Telma Carvalho

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião