Houve “gestão danosa” no Montepiopremium

Pedro Corte Real é o candidato da Lista B à Associação Mutualista com o objetivo de reconstruir o grupo. Diz que houve “gestão danosa” e admite pedir uma auditoria forense às contas da instituição.

Pedro Corte Realconsidera que a sua lista B é a única com credibilidade para tirar a Associação Mutualista Montepio Geral (AMMG) da "situação dramática" em que se encontra, depois de anos de "gestão danosa"que provocaram prejuízos de centenas de milhões de euros para a instituição. Em entrevista ao ECO, admite mesmo pedir uma auditoria forense às contas do grupo para defender os interesses dos associados. Também não descarta um pedido de ajuda ao Estado para reconstruir o Montepio. " Tudo nos leva a dizer que sim.(...) O formato dessa ajuda está completamente em aberto, se é capital, se é garantias", explica o professor universitário e ex-diretor do INE, que adianta que já alertou com as autoridades sobre o estado financeiro da mutualista, incluindo o Governo e o Presidente da

Assine para ler este artigo

Aceda às notícias premium do ECO. Torne-se assinante.
A partir de
5€
Veja todos os planos