José Paiva, da Landing.jobs: “Temos de evoluir de um horário de trabalho de oito horas para 6+2″, alternando entre produção e aprendizagempremium

O cofundador da Landing.Jobs defende que é fundamental passar das oito horas diárias de trabalho para um horário dividido em tempo de produção e tempo de aprendizagem.

O futuro do trabalhoe as carreiras do futuropassam, necessariamente, pela aprendizagem e formação contínua. Para José Paiva, chairmane cofundador da Landing.Jobs, são as pessoas mais curiosas e com mais vontade de aprender que se adaptam mais facilmente à mudança. Também ajuda a capacidade de provocar alguma mudança todos os dias nas nossas vidas e rotinas. Para investir e apostar na formação ao longo da vida é preciso repensar a atual semana de trabalho e quebrar até alguns ideais. De uma formação que era para a vida, José Paiva defende que temos de passar para um princípio de formação iterativa, das tradicionais semanas de oito horas diárias de trabalho para semanas divididas em horas ou dias de produção e de aprendizagem.Tudo isto para garantir “que todos nós continuamos a ser

Assine para ler este artigo

Aceda às notícias premium do ECO. Torne-se assinante.
A partir de
5€
Veja todos os planos