André Jordão, CEO da Barkyn: “Na Europa, falhanço é estigma. Nos EUA, é medalha de guerra”

Aproveitou falhanços - e as suas aprendizagens - em projetos anteriores para construir a Barkyn, um marketplace dedicado aos "melhores amigos" de quatro patas. É o convidado do "Start now. Cry later".

Para comprar um iô-iô, fundou o seu primeiro negócio aos sete anos: começou a criar e a vender bichos-da-seda a toda a escola. Depois de passar por consultoras e outras grandes empresas, André Jordão fundou a Foodzai e, anos mais tarde, a Barkyn, um marketplace dedicado aos amigos de quatro patas. Mas, a partir de que momento é que a comida de cão se tornou um negócio sexy?

“Não é a tecnologia pela tecnologia, mas a forma como ela serve para melhorar a vida do cliente. Não fazemos por ser cool, mas para realmente melhorar a vida dos clientes”, explica André Jordão, CEO e fundador da Barkyn, em entrevista no terceiro episódio do podcast “Start now. Cry later”.

Para o português, “não basta nascer empreendedor” para sê-lo. “Deves aprender técnica, aprender com quem já fez, com os erros dos outros”. No entanto, André Jordão acredita ter nascido “para ser empreendedor”. “É crítico, num empreendedor, fazer tudo para que haja muita aprendizagem e muito rápida”, explica.

Esse processo, defende ainda, contempla outras duas vertentes: o timing e uma possibilidade de encarar o falhanço como fator que pode fazer parte. “Muitas startups falham pela falta de timing. (…) O falhanço é um estigma incontornável em toda a Europa enquanto, na cultura norte-americana, é uma medalha de guerra. Porque já aprendeste muito, sabes o que não fazer, sabes o que repetir, e isso é uma aprendizagem muito valiosa para o futuro”, assegura. Na Europa, em contrapartida, André acredita que o estigma “nasce da educação e da cultura desde muito cedo: evitar a falha, em primeiro lugar”.

Pode ouvir o episódio completo “Dog food, you sexy thing” aqui:

André Jordão é fundador e CEO da Barkyn.Teresa Folhadela / Start now. Cry later

O podcast “Start now. Cry later” é um projeto da jornalista Mariana de Araújo Barbosa e da Startup Portugal, que conta com o apoio da revista Pessoas. Pode ouvir os episódios e seguir o projeto aqui.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

André Jordão, CEO da Barkyn: “Na Europa, falhanço é estigma. Nos EUA, é medalha de guerra”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião