Ganhos ligeiros em Lisboa com resultados do BCP e EDP à vista

Prossegue a temporada de resultados no PSI-20. Hoje é a vez do BCP e da EDP prestarem contas ao mercado. Ambas as cotadas valorizam num arranque de sessão tímido em Lisboa.

Numa semana que está a ser marcada por menor liquidez na bolsa, que tenderá a reduzir ainda mais com a entrada de mais investidores de férias, a bolsa continua a evidenciar oscilações tímidas. Se as perdas não são profundas, os ganhos que Lisboa tem registado também não revelam grande euforia dos investidores. É o que acontece hoje com o PSI-20 a avançar ligeiros 0,1% em linha com a Europa.

O principal índice português avança para os 5.275,10 pontos num arranque de sessão sobretudo alimentado pelos pesos pesados BCP, EDP e EDP Renováveis. No caso do banco e da elétrica liderada por António Mexia o dia é marcado pela apresentação de resultados. As ações ganham para já 0,56% e 0,13%, respetivamente. Para a EDP Renováveis, cujos títulos valorizam 0,15% para 6,79 euros, importa mais a oferta pública de aquisição lançada pela casa-mãe com o preço de 6,75 euros. Esta quinta-feira termina o prazo para a EDP rever o preço da contrapartida, embora já tenha anunciado que não pretende fazê-lo.

“Hoje será um dos dias mais intensos da época de resultados em Portugal”, comentavam os analistas do BPI no seu Diário de Bolsa.

Ainda antes da abertura, a papeleira Navigator apresentou um lucro de 60,5 milhões de euros no trimestre, acima do esperado pelos analistas. As ações da papeleira avançam 1,17% para 3,72 euros. Além disso, para esta quinta-feira está ainda previsto que Altri e REN divulguem os seus resultados trimestrais com perspetivas de resultado líquido de 24 milhões de euros (+26% face ao mesmo período do ano passado) e 39 milhões (+12%).

Ontem foi a Jerónimo Martins a anunciar um lucro de 96 milhões no trimestre. Os analistas do BPI falam em “desvio do lucro face às estimativas” que é explicado por “alguns custos não recorrentes”. As ações da dona do Pingo Doce cedem 1,35% e travam maiores ambições do PSI-20.

Lá por fora, com o contexto da decisão da Reserva Federal norte-americana de manter as taxas de juro e da temporada de earnings season, as atenções vão estar viradas para o euro. A moeda única tem estado em valorização acentuada tendo superado a barreira dos 1,17 dólares esta semana.

Nos mercados acionistas, o Dax-30 alemão cede 0,28%. Mas há ganhos (também ligeiros) em Madrid, Paris, Milão e Londres, onde as bolsas se apresentavam com valorizações que não excediam os 0,5%.

(Notícia atualizada às 8h24)

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Ganhos ligeiros em Lisboa com resultados do BCP e EDP à vista

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião