Semapa substitui Sonae nas balas de prata do Haitong

  • Juliana Nogueira Santos
  • 10 Outubro 2017

A lista de ações favoritas do banco de investimento inclui agora a Semapa. Para este, a holding está a passar por um momento de recuperação nos setores em que opera.

A Semapa é agora uma das apostas do Haitong para o quarto trimestre na Península Ibérica. A holding liderada por Pedro Queiroz Pereira entrou na lista de ações preferidas do banco de investimento, passando assim a ser uma “bala de prata” e substituindo a Sonae nesta posição.

Na nota de research divulgada esta terça-feira, o Haitong enumera como ações ibéricas preferidas para o próximo trimestre a Semapa, a Nos, os CTT e as espanholas Acciona, Ebro e Indra. Do terceiro para o quatro trimestre, o banco retirou a Sonae e a imobiliária Hispania da lista.

Como motivações para a escolha da Semapa está o “elevado desconto” face à sua subsidiária cotada, a Navigator, e a “recuperação do cimento”. “Apresentamos a Semapa como uma bala de prata visto que as ações têm registado desempenhos mais fracos que a sua maior subsidiária cotada e o negócio do cimento está finalmente a dar sinais de recuperação”, pode ler-se na nota de research.

"Apresentamos a Semapa como uma bala de prata visto que as ações têm registado desempenhos mais fracos que a sua maior subsidiária cotada e o negócio do cimento está finalmente a dar sinais de recuperação.”

Haitong

4Q 2017 Silver Bullets

Em relação à Navigator, o Haitong afirma que “o desconto implícito da holding é de 30%”, mas que a desalavancagem da holding “deverá ajudar a reduzir o desconto face às pares”. No negócio do cimento, operado pela sua subsidiária Secil, o banco considera que a atividade em Portugal “está a recuperar” e que no Brasil “está a mostrar os primeiros sinais de estabilização depois de muitos anos de recessão”.

Assim, a recomendação do banco de investimento é “comprar”, estabelecendo como preço-alvo os 19,60 euros. Com as ações da holding a negociarem, esta terça-feira, nos 16,60 euros, esta avaliação equivale a um potencial de valorização de 15,3%. Tendo isto em conta, o analista Nuno Estácio, responsável pela nota relativa à holding, considera que esta “tem espaço para registar um desempenho superior à média do mercado”.

Nos com “maior potencial” e CTT “demasiado penalizado”

A manterem o seu lugar na lista das balas de prata estão a Nos e os CTT, com o banco de investimento a esperar melhores resultados das mesmas no quarto trimestre. Os títulos da operadora liderada por Mário Vaz registaram um retorno de 1,9% no terceiro trimestre, enquanto os da distribuidora postal nacional foram os que registaram pior desempenho (-7,9%).

Ainda assim, e e relação aos CTT, os sinais de recuperação da atividade bem como a previsão de break-even do Banco CTT a apontar para 2019 levam o analista Nuno Estácio a crer que “a folha de resultados continuará confortável e desalavancada”. A recomendação continua a ser “comprar”, com o preço alvo a ser 6,50 euros (equivalente a uma valorização de 29%).

No lado da Nos, o analista Nuno Matias vê que a “reconquista” da confiança do mercado depois dos resultados operacionais sólidos do primeiro semestre” aliada ao pagamento de dividendos permite esperar “uma forte performance”. Mantendo-se a recomendação de “compra”, o preço-alvo é de 1,70 euros. Ao traduzir-se numa valorização de 32%, é a bala de prata com potencial mais alto.

Comentários ({{ total }})

Semapa substitui Sonae nas balas de prata do Haitong

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião