Cuatrecasas nomeia cinco sócios em Portugal

A Cuatrecasas - sociedade ibérica presente em 12 países - promoveu novos sócios em oito das suas sedes. Em Portugal foram nomeados quatro sócios de quota e um sócio profissional.

A Cuatrecasas, sociedade de advogados ibérica com presença em 12 países, promoveu hoje novos sócios e consultores nos seus escritórios de Lisboa, Madrid, Barcelona, Valência, Bilbau, San Sebastián, Bogotá e Nova Iorque. Em Portugal foram nomeados quatro sócios de quota, um sócio profissional, uma consultora e duas associadas sénior.

João Mattamouros Resende, Francisco Santos Costa (ambos de Direito Societário e M&A), Paulo Costa Martins e Manuel Requicha Ferreira (os dois de Direito Bancário & Financeiro e Mercado de capitais) foram nomeados sócios de quota e Frederico Bettencourt Ferreira, até agora associado sénior, é o novo sócio profissional da Cuatrecasas em Portugal.

Já Sandra Lima da Silveira, de Direito Laboral, foi nomeada consultora e Sara Quaresma (Direito Imobiliário) e Marta Duarte Silva (Direito Fiscal) foram promovidas a associadas sénior.

"O reforço do núcleo de sócios, consultores e associados sénior é, para além do justo reconhecimento do mérito destes profissionais, uma mensagem importante e um passo significativo no crescimento e renovação geracional da sociedade em Portugal.”

Maria João Ricou

Managing partner da Cuatrecasas

Para Maria João Ricou, managing partner da Cuatrecasas em Portugal, “o reforço do núcleo de sócios, consultores e associados sénior é, para além do justo reconhecimento do mérito destes profissionais, uma mensagem importante e um passo significativo no crescimento e renovação geracional da sociedade em Portugal.”

Assim, a Cuatrecasas alcança um universo total de 209 sócios e 54 consultores, dos quais 28 sócios e 6 consultores são portugueses.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Cuatrecasas nomeia cinco sócios em Portugal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião