Abrandamento da economia sugere que Fed vai continuar paciente com subida dos juros

Os analistas antecipam que a Reserva Federal opte por manter tudo tal como está, mostrando-se assim consistente com a estratégia "paciente" que definiu em janeiro.

A economia norte-americana está a abrandar. Não só porque o crescimento global está mais lento, mas também devido ao shutdown que durou 35 dias e que comprometeu o desempenho dos primeiros meses do ano. Esta é a análise que a Reserva Federal norte-americana faz no seu Livro Bege divulgado esta quarta-feira e que acalma alguns dos receios dos investidores relativamente ao crescimento da economia real, receios que levaram a Fed a fazer pause no seu ciclo de subidas das taxas de juro.

A atividade continua a crescer no final de janeiro e fevereiro”, pode ler-se no Livro Bege. Sendo que o ritmo de crescimento foi “ligeiro a moderado” em dez dos 12 Estados federais. Filadélfia e St. Louis reportaram “condições económicas baixas”.

O tom da Fed é sombrio, o shutdown levou ao abrandamento de atividade em pelo menos seis estados e o impacto fez-se sentir em vários setores da economia, nomeadamente transformador, retalho e imobiliário. Ainda assim, o mercado de trabalho e os salários continuam a ter um bom desempenho, sendo quem em St. Louis os ingressos na universidade diminuíram porque os estudantes estão a preferir ingressar no mercado de trabalho em vez de continuar os estudos. Uma realidade de espelha a situação de quase pleno emprego que se vive em muitos estado norte-americanos.

A resposta das empresas tem sido aumentar os salários, aumentar a flexibilidade laboral, dar formação aos novos colaboradores com menos capacidades passar a recorrer mais a contratos temporários através das agências de recrutamento.

Estes aumentos salariais não estão para já a ter reflexo na inflação, que é um elemento chave no processo de decisão da Fed em termos de política monetária. Entre janeiro e fevereiro os preços aumentaram a um ritmo” modesto a moderado” o que retira a pressão para que Fed volte a aumentar juros na reunião que vai decorrer dentro de duas semanas. Os analistas antecipam que a Reserva Federal opte por manter tudo tal como está, mostrando-se assim consistente com a estratégia “paciente” que definiu em janeiro.

Os mercados fecharam no vermelho, pelo terceiro dia consecutivo, com os investidores à espera de mais pistas sobre um possível acordo futuro entre a China e os Estado Unidos. O défice comercial norte-americano atingiu um nível recorde em 2018 com a forte procura interna, alimentada por impostso mais baixos, aumentou as importações, mais caras devido à imposição de tarifas protecionistas. O S&P500 fechou a cair 0,65% para 2.771,45 pontos, o industrial Dow Jones caiu 0,52% para 25.673,46 pontos e o Nasdaq fechou a cair 0,93% para 7.505,92.

Comentários ({{ total }})

Abrandamento da economia sugere que Fed vai continuar paciente com subida dos juros

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião