O mundo está “gamificado”

  • Ricardo Vieira
  • 6 Maio 2019

Plataformas bancárias, employer branding, e-learning, ativação de marcas e eventos, cabe de tudo nas talks programadas para o Gamify Europe’19.

Ser entrevistado por um robot num processo de recrutamento, vestir uma t-shirt que dá acesso a um personal trainer ou a um médico para monitorizarem dados são apenas dois exemplos bem distintos de como a gamification já chegou.

Com base nesta tendência, a Gamify Europe’19, que regressa esta semana a Lisboa, desafiou agentes e decisores a focarem-se nos factos e mostrarem como o game thinking impactou os objetivos das suas organizações ou clientes. É o que vai fazer David Balfour, Co-Founder da Lightblue (Dubai), com a apresentação de um caso de estudo da Adidas, mas também Rui Cordeiro, da Worten, Jari Kloppenburg, da Polícia Holandesa, Ricardo Costa, da Caixa Federal do Brasil e sem esquecer João Dinis, com o projeto europeu da Cascais Ambiente.

“A gamification já não é apenas uma buzzword que ouvimos por aí, tendo-se tornado numa ferramenta de envolvimento que muitas organizações já usaram ou estão agora a usar para atingir objetivos de negócio ambiciosos. A questão é, se já é uma ferramenta estabelecida, porque não vemos mais resultados a serem divulgados?”, questiona a organização.

Consciente disso, a Gamify Europe quer mudar a tendência e por isso vai “dar o palco aos outliers, ou seja, aquelas agências e/ou organizações com os números para sustentar os seus sucessos, focando-nos nas suas histórias e nas vitórias alcançadas”.

Nesta terceira edição, vão “destacar projetos nas mais variadas áreas, como ativação de marcas e eventos, banca e finanças, setor público e employer branding, equipas de Vendas e até esports”. “Mas não nos vamos ficar apenas pela introdução aos projetos, vamos explorar resultados, processos e o impacto real que tiveram”, afirmam.

No programa do evento, onde pode inscrever-se gratuitamente, estão previstos workshops de storytelling, com Nuno Bernardo da beActive e João Moura da PSP, e outros de UX/UI e game thinking. Todos com a duração de 90 minutos.

Comentários ({{ total }})

O mundo está “gamificado”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião