Landing.jobs lança plataforma “work” para aproximar contractors e empresas

Depois de uma plataforma de recrutamento e de uma conferência focada no desenvolvimento de carreira, startup portuguesa lança plataforma para aproximar contractors e empresas.

A Landing.jobs anunciou esta quarta-feira a criação do terceiro produto da marca: depois da plataforma de recrutamento e da conferência focada no desenvolvimento de carreira, ambas direcionadas para o setor tech, a startup portuguesa vai lançar em outubro [para quem fez pré-registo] a Landing.work, uma plataforma que tem como objetivo aproximar a interação entre contractors e empresas. A abertura da plataforma a toda a comunidade acontecerá em janeiro de 2020.

A ideia é ajudar os contractors a assumir o controlo da sua carreira, tornando-os independentes das empresas de staffing ou outsourcing e juntando-os com projetos e/ou clientes adequados para o seu perfil. “Ao assumir um maior controlo sobre a sua carreira, o contractor passa também a ter apoio permanente nesta gestão. Dispensando uma série de intermediários e ligando o talento diretamente com o cliente, pretende-se que todo o mercado se torne mais eficiente”, explica a empresa em comunicado, acrescentando que a plataforma dá a possibilidade de conseguir salários mais altos e flexibilidade para escolher clientes e projetos. Além disso, a Landing.work atuará também na mediação de pagamentos e no apoio à gestão das empresas unipessoais dos utilizadores da plataforma.

O mercado de trabalho está a encaminhar-se para uma configuração mais dinâmica, em que tanto as empresas como o talento dão preferência a interações laborais mais específicas e compensatórias, vinculadas a projetos, ao contrário das relações mais estáveis e duradouras que o caracterizavam. A Landing.work procura dar resposta, assim como facilitar esta tendência”, explica Pedro Oliveira, responsável pelo projeto.

Na prática, a plataforma terá três vertentes: conhecimentos técnicos, conhecimentos de inglês e soft skills. A partir do momento em que um membro seja aceite para integrar a comunidade, passa a poder candidatar-se a qualquer projeto que se adeque ao seu perfil.

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Landing.jobs lança plataforma “work” para aproximar contractors e empresas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião