Rosa Cullell: “Vou sair agora, ponto final. E acho que vou ser avaliada pelos oito anos que tenho na Media Capital”

Em entrevista ao ECO, a líder demissionária da Media Capital fala de tudo. Da saída de Cristina Ferreira à queda das audiências, da crise do Banif à venda falhada à Altice.

Rosa Cullell finaliza oito anos à frente do grupo que controla a TVI. Em entrevista ao ECO, garante que “a Media Capital vai dar a volta” à crise das audiências.Media Capital

Quando o ECO chegou às instalações da Media Capital, estava de saída Manuel Mirat. O líder da Prisa passou a sexta-feira em Queluz de Baixo para dar conta da decisão do board tomada um dia antes: deixar sair a gestora Rosa Cullell, passando a liderança a Luís Cabral. Oficializada a saída, Cullell tem muito a dizer: veio para ficar quatro anos, acabou por ficar oito. Espera que a avaliem por isso. Não pela queda das audiências da TVI.

“Eu vou sair agora, ponto final. E acho que vou ser avaliada pelos oito anos que tenho na Media Capital”, disse a gestora espanhola, numa grande entrevista ao ECO, que vai ser publicada este sábado, uma altura ideal para balanços e revelações. Não fugiu a nenhuma questão. Falou de tudo. Desde a saída de Cristina Ferreira à queda das audiências, passando pela crise do Banif e, claro, pela venda falhada da Media Capital à Altice.

Eu vou sair agora, ponto final. Eu acho que vou ser avaliada pelos oito anos que tenho na Media Capital.

Rosa Cullell

Ex-CEO da Media Capital

Sem pôr a mão no trabalho do novo CEO, Rosa Cullell garantiu que vem aí mudança. E “mudança a sério”, longe de ser só cosmética. “É difícil mudar quando estás a ganhar. Tens de mudar quando não ganhas. A SIC não ganhava e, por isso, foi mais fácil tomarem decisões. E ganharam. No fundo, fizeram aquilo que nós fazíamos”, disse, assumindo que esta nova SIC é “muito mais rápida do que a anterior”.

A ex-CEO disse ainda prever que vem aí o momento da viragem da Media Capital. “Agora que não somos líderes, temos a obrigação de fazer de outra forma”, assumiu. Com as mudanças à vista, mostrou-se igualmente esperançosa: “As audiências depois vão subir. Estou convencida disso. Já vivi isso noutras televisões.” Mais adiante, soltou, em jeito de desabafo: “A Media Capital vai dar a volta”.

Rosa Cullell deixa a liderança da dona da TVI e da Rádio Comercial com um pré-acordo, que foi acertado há quase um ano, na altura em que falhou a venda do ativo à dona da Meo. Sai diretamente para férias, planeando, depois, continuar a publicar artigos na imprensa. Regressa a Espanha, tencionando repartir esta nova fase da vida entre Barcelona e Madrid. Acima de tudo, sai com a consciência tranquila e a convicção de que fez um bom trabalho. E de que fechou um ciclo.

Comentários ({{ total }})

Rosa Cullell: “Vou sair agora, ponto final. E acho que vou ser avaliada pelos oito anos que tenho na Media Capital”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião