RFF & Associados distinguida pelo International Tax Review

  • ADVOCATUS
  • 6 Setembro 2019

Sociedade de advogados ficou colocada na 'Tier 1', na "Tax Advisory Survey 2019". O sócio fundador afirma que "esta distinção traduz o reconhecimento internacional da equipa de direito fiscal da RFF".

A sociedade de advogados RFF & Associados foi distinguida pelo International Tax Review (ITR), como ‘Tier 1’, no Tax Advisory Survey 2019. A classificação é processada através de votações em mais de 50 jurisdições e é um complemento do guia World Tax do ITR, onde a RFF foi também distinguida, em fevereiro deste ano, como Tier 1, na categoria de “General Corporate Tax”.

Esta distinção traduz o reconhecimento internacional da equipa de direito fiscal de RFF, que se dedica, diariamente, a assuntos fiscais de cariz internacional, uma equipa que continua a ser escolhida pelos nossos clientes e pelos colegas das mais prestigiadas sociedades de advogadas portuguesas e estrangeiras para os assessorar em operações de investimento e de reestruturação e no contencioso tributário”, afirma Rogério Fernandes Ferreira, sócio e fundador da RFF & Associados.

Rogério Fernandes Ferreira vai participar no 73.º congresso da International Fiscal Association (IFA), em Londres, que decorrerá entre os dias 8 a 12 de setembro. Em 2023 será a cidade de Lisboa, através da Associação Fiscal Portuguesa, filial portuguesa da IFA, a anfitriã e organizadora do 77.º congresso da IFA. Esta associação foi fundada em 1938, na Holanda, e é a única organização internacional não governamental que lida com questões fiscais.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

RFF & Associados distinguida pelo International Tax Review

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião