Sócio da Miranda & Associados irá abandonar a sociedade

  • ADVOCATUS
  • 6 Setembro 2019

O sócio da Miranda & Associados, Alberto Galhardo Simões, vai abandonar a sociedade em breve. A saída foi anunciada 16 anos após o início da colaboração do advogado com a sociedade.

A Miranda & Associados anunciou que Alberto Galhardo Simões encerrará em breve o seu ciclo de trabalho com a sociedade. A saída do sócio foi anunciada, em comunicado, depois de dois dos seus coordenadores terem subida a sócios: Susana Pinto Coelho e João Ferreira Leite.

O advogado, com mais de 25 anos de experiência, centra a sua atividade nas áreas de direito bancário e financeiro, societário & comercial, investimento estrangeiro, fusões & aquisições e PPP & project finance.

“A sua dedicação contribuiu para que a Miranda & Associados fosse mais do que a soma das pessoas que compõem o escritório, tendo hoje uma equipa excecional, uma equipa em crescimento, uma equipa concentrada em oferecer os melhores conselhos e o melhor apoio aos nossos clientes. E assim continuará a ser”, defende a sociedade em comunicado.

Nos últimos meses na Miranda & Associados têm ocorrido várias alterações organizacionais, entre elas o reforço da equipa. “Este processo de expansão está em curso e continuará a ser executado nos próximos meses obedecendo, passo a passo, à estratégia de crescimento por nós pensada e definida”, refere Diogo Xavier Cunha, presidente do conselho de administração da sociedade, em comunicado. Acrescenta ainda que “é também a concretização deste plano que nos permite olhar para a frente com entusiasmo, ambição e redobrada confiança, sem esquecer a dedicação do Alberto, que merece o nosso reconhecimento pelo contributo que deu à firma”.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Sócio da Miranda & Associados irá abandonar a sociedade

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião