Abreu Advogados assessora EXMceuticals em licença pioneira

Portugal obtém primeira licença para i&d de produtos farmacêuticos à base de canábis. A assessoria foi liderada por César Bessa Monteiro, jr. e contou com a colaboração de Madalena Bernardes Coelho.

A sociedade Abreu Advogados assessorou a EXMceuticals, empresa cotada na bolsa canadiana CSE, na obtenção da primeira licença de pesquisa e desenvolvimento de produtos farmacêuticos à base de canábis, permitindo a esta empresa dar um importante passo nas suas operações no mercado europeu.

A equipa da Abreu Advogados responsável pela assessoria foi liderada por César Bessa Monteiro, jr., sócio da Abreu Advogados que coordenou a equipa, e por Madalena Bernardes Coelho, associada.

Desta forma, a EXMceuticals estabelece a sua posição pioneira em Portugal no desenvolvimento das suas atividades e na conversão do seu trabalho de pesquisa em produtos de bem-estar e soluções inovadores. Esta licença vem facilitar os processos importação, pesquisa e refinamento de canabinóides e subprodutos em território nacional.

“Este processo de licenciamento, apoiado pela Abreu, foi fundamental para o desenvolvimento e consolidação da atividade desta empresa em Portugal. Esta licença é realmente inovadora no nosso País e abre caminho para o desenvolvimento e afirmação de um setor promissor, que se tem revelado muito dinâmico e que oferece grandes oportunidades, criando muitos empregos e novas oportunidades de colaboração com outras empresas nacionais e internacionais”, nota César Bessa Monteiro, jr..

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Abreu Advogados assessora EXMceuticals em licença pioneira

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião