Abreu Advogados reforça área de bancário e financeiro

Diogo Pereira Duarte é o novo sócio contratado da Abreu Advogados. A integração "irá contribuir para a afirmação e consolidação da equipa na assessoria jurídica", nota a sociedade.

A Abreu Advogados reforçou a equipa de direito financeiro com a integração do novo sócio contratado Diogo Pereira Duarte. O advogado transita da Banca de Investimento.

“Esta integração do mais recente advogado da Abreu irá contribuir para a afirmação e consolidação da equipa na assessoria jurídica nas áreas tradicionais da banca e mercado de capitais, e no setor em expansão da FinTech, uma vez que Diogo Pereira Duarte tem uma experiência de vários anos como Chief Legal Officer de um dos mais reputados bancos de investimento, inovador em Portugal pelas suas soluções tecnológicas, e do seu grupo internacional”, nota a sociedade.

Diogo Pereira Duarte presta assessoria jurídica em todos os aspetos regulatórios e de governo interno dos agentes do mercado financeiro — quer instituições de crédito tradicionais, quer novos agentes (FinTechs) —, em intermediação financeira e distribuição de seguros ligados a fundos de investimento (unit-linked).

O advogado presta ainda assessoria no ciclo de financiamento de startups financeiras, seja no âmbito do capital de risco ou de outras formas alternativas de financiamento online (crowdfunding e STOs).

“Com a integração de Diogo Pereira Duarte a sociedade reforça mais uma vez a sua equipa em áreas chave para o futuro da economia portuguesa“, nota a sociedade.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Abreu Advogados reforça área de bancário e financeiro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião