Facebook lança uma espécie de MB Way para pagamentos no Messenger, Instagram e WhatsApp

A empresa lançou o Facebook Pay, que permite transacionar dinheiro nas principais apps da empresa: Facebook, Messenger, Instagram e WhatsApp. Para já, só vai estar disponível nos EUA.

O Facebook lançou nos Estados Unidos uma nova funcionalidade para facilitar pagamentos através das quatro principais aplicações do grupo, que é semelhante ao funcionamento das transações com o MB Way em Portugal. Esta ferramenta chama-se Facebook Pay e surge num momento em que a empresa está a desenvolver a Libra, uma moeda virtual para a economia digital.

Num comunicado assinado por Deborah Liu, a responsável do Facebook explica que “as pessoas já fazem pagamentos” nas aplicações da empresa para comprar, doar e enviar dinheiro umas para as outras. “O Facebook Pay vai tornar estas transações mais simples, ao mesmo tempo que continua a garantir que os dados do pagamento estão seguros e protegidos”, sublinha.

O Facebook Pay vai fazer parte, a partir desta semana, nas aplicações móveis do Facebook, Messenger, Instagram e WhatsApp. Permitirá aos utilizadores destas plataformas transacionarem dinheiro — real — entre si, pagar compras no Facebook Marketplace (o mercado virtual de artigos em segunda mão do Facebook), comprar bilhetes para eventos ou até doar a instituições de solidariedade social, por exemplo.

O Facebook Pay é a nova incursão da rede social no mundo dos pagamentos digitais.Facebook

O serviço suporta cartões bancários Visa e MasterCard, ou outras formas de pagar, como é o caso do PayPal. Surge poucas semanas depois de se saber que estas empresas decidiram abandonar o consórcio montado pela tecnológica para criar uma nova moeda digital, a Libra. Para já, o Facebook Pay vai estar disponível no mercado norte-americano, sem previsão de quando é que poderá chegar a outros países, como Portugal.

Este lançamento é mais uma prova da determinação do criador da empresa, Mark Zuckerberg, em estender ramificações aos serviços financeiros e aos pagamentos digitais. No entanto, o Facebook Pay não faz parte do domínio da Calibra, o departamento da multinacional que está a desenvolver a moeda Libra, em conjunto com mais de duas dezenas de parceiros.

“O Facebook Pay está construído em cima da infraestrutura financeira existente e das parcerias, e é separado da carteira Calibra, que irá funcionar na rede da Libra”, explica a mesma responsável do Facebook.

Apesar de o novo serviço do Facebook não estar formalmente disponível em Portugal, há já vários meses que a aplicação da rede social dispõe da opção “Pedir ou enviar dinheiro” no país, que desempenha funções semelhantes às do Facebook Pay.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Facebook lança uma espécie de MB Way para pagamentos no Messenger, Instagram e WhatsApp

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião