HypeLabs fecha ronda de 2,7 milhões. Quer duplicar equipa no Porto

Com este investimento, a startup portuguesa fundada no Porto, em 2016, quer reforçar a equipa de business developers e apoiar o crescimento da empresa além-fronteiras.

A startup portuguesa HypeLabs levantou 2,7 milhões de euros numa ronda de financiamento seed liderada pelo Iinoggy Innovation Hub, que conta ainda com o investimento da EDP Ventures, Deutsche Telekom, AngelPad, Caixa Capital, Novabase Capital e da Mustard Seed. O investimento vai permitir escalar o crescimento e reforçar a equipa na sede, no Porto, em particular na área de business development.

“O objetivo é duplicar a equipa em Portugal, principalmente no Porto, e continuar a escalar”, conta ao ECO o CEO da HypeLabs, Carlos Lei Santos. “Estamos seriamente à procura de business developers em Portugal para nos ajudarem num âmbito europeu”, acrescenta. O objetivo é duplicar a equipa dos atuais 12 colaboradores.

A HypeLabs tem colaboradores nos EUA e no Canadá. O novo financiamento servirá ainda para apoiar o crescimento internacional da empresa que conta atualmente com mais de 2.500 developers a utilizar a tecnologia – número que cresceu 33% no último trimestre.

A startup fundada em 2016 no Porto desenvolveu uma tecnologia que permite estabelecer comunicações sem internet via redes mesh através do Hype SDK (software development kit). Este software conecta dispositivos para criar redes mesh locais que funcionam com qualquer sistema operativo e canal de transporte, usando tecnologias de conectividade como bluetooth e wi-fi, permitindo que o conteúdo seja transmitido entre os dispositivos de forma segura até chegar a um destino ou um ponto de saída da internet. O objetivo é tornar a comunicação global, mesmo sem internet.

“Estamos particularmente entusiasmados com o papel desta tecnologia dentro do sistema de energia descentralizado baseado em IoT, onde casas inteligentes exigirão conectividade inteligente, resiliente e confiável“, refere em comunicado Kerstin Eichmann, strategy lead, machine economy no Innogy Innovation Hub. Recentemente, a HypeLabs iniciou projetos com algumas empresas líderes mundiais em setores como o da energia, do espaço, do entretenimento e até mesmo ONG.

“A ronda era para ser metade, mas tivemos sorte. É o valor que acreditamos que precisamos para escalar rapidamente. O nosso objetivo é pegar neste capital, vender e fechar negócios maiores e fechar novos negócios com outras empresas”, acrescenta Carlos Lei Santos.

“Num mundo onde vemos dispositivos mais conectados e inteligentes nas nossas vidas diárias, é necessário surgirem novos paradigmas de comunicação. O nosso objetivo é conectar todos os dispositivos de forma simples, mesmo em situações previamente impossíveis, construindo redes que se auto-configuram, ajustam, aperfeiçoam e protegem. É hora de trazer inteligência para a pilha de rede”, explica o CEO.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

HypeLabs fecha ronda de 2,7 milhões. Quer duplicar equipa no Porto

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião