Há 13.500 candidatos a empregos no Estado. Provas começam este sábado

Este sábado, mais 13.500 candidatos vão ser chamados para a segunda fase do concurso para a "reserva de recrutamento" para empregos no Estado. Há 1.000 vagas para as 3.000 melhores classificações.

Este sábado, 18 de janeiro, 13.500 candidatos serão chamados para a segunda fase do Recrutamento Centralizado na Administração Pública, para realizarem as provas de conhecimento. O objetivo é entrarem na “reserva de recrutamento” da Função Pública, à qual os órgãos ou serviços públicos podem recorrer, em caso de necessidade, durante o prazo de dois anos a contar a partir também deste sábado. As provas vão ter lugar em Lisboa, Évora e Porto.

A prova é escrita, individual e composta por questões de escolha múltipla, e vai testar os conhecimentos na áreas jurídica, económica, planeamento, ciência política e estatística. Para um total de 1.000 vagas, serão selecionados os primeiros 3.000 candidatos mais bem classificados nas provas de conhecimento, que avançarão para a terceira fase onde farão uma avaliação psicológica. Nesta prova, informa o INA, a avaliação mínima é de 12,5 valores.

O emprego não é garantido mas, quando todas as fases estiverem concluídas, o INA divulgará as vagas que precisa de preencher por órgão e serviço, e os candidatos interessados deverão apresentar a candidatura no site oficial da BEP — Bolsa de Emprego Público, por ordem de preferência. Posteriormente, o candidato pode ser convocado até um máximo de cinco entrevistas. Todos os candidatos se mantêm na reserva de recrutamento enquanto a mesma for válida, e podem ser convocados em caso de nova oferta de colocação. Se os candidatos nunca apresentarem nenhuma candidatura, serão excluídos da reserva, explica o INA.

De acordo com Jornal de Negócios, o Ministério da Modernização Administrativa e da Administração Pública, liderado por Alexandra Leitão, pretende que a reserva de recrutamento esteja completa até ao final de março.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Há 13.500 candidatos a empregos no Estado. Provas começam este sábado

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião